top of page
  • Foto do escritorMarcio strzalkowski

O Enigma de Outro Mundo

Sobrevivência

Um tema antigo como a própria natureza. Mostrado em nossa cultura com o ser humano

enfrentando os mais variados tipos de dificuldades e horrores.

E aqui temos um legitimo filme machista onde o ser humano precisa sobreviver a uma ameaça capaz de destruir toda a humanidade.

O Enigma de Outro Mundo (The Thing 1982)

Dirigido por John Carpenter

Escrito por Bill Lancaster



A coisa

O filme é uma refilmagem do filme O Monstro do Ártico de 1951.

Foi baseado no livro "Who Goes There?" de John Wood Campbell e que por sua vez

foi inspirado nos horrores cósmicos de H.P. Lovecraft. O qual descreve horrores

de fora de nosso mundo tão poderosos que seriam deuses e demônios na visão dos

pobres seres humanos. Seres de aparência tão abominável que apenas a sua visão

poderia levar as pessoas a insanidade. Horrores sem nome ou com nomes que não foram

feitos para serem pronunciados por seres humanos.

Tudo isso implícito na pequena cena de poucos segundos que mostra uma nave estelar

entrando na atmosfera terrestre sem explicar absolutamente porra nenhuma!



Um filme pra macho

O filme mostra um elenco totalmente masculino em um dos ambientes mais hostis do planeta.

O continente da Antártida, também chamada no Brasil de Antártica, o polo sul do mundo e

mantendo as temperaturas mais baixas já encontradas no planeta. E o filme começa justamente

no primeiro dia de inverno na Antártida, o que não significa só frio, mas também escuridão!


No mínimo 6 meses de escuridão!


O filme vai apresentando os personagens, os pesquisadores que vão passar meses na escuridão e no frio em nome de grandes pesquisas. Temos um comandante, dois biólogos, um geólogo, um geofísico,

um veterinário, um mecânico, o cozinheiro, o operador de rádio e o piloto do helicóptero interpretado por Kurt Russel.


Um dos detalhes do filme mostrado logo no começo é o personagem de Kurt Russel, MacReady, jogando xadrez com um computador. A Maquina, absoluta em seu ambiente virtual, vence MacReady no jogo. Enquanto MacReady simplesmente derrama seu copo de coca cola com Whisky e gelo dentro do computador.


Típico caso do ser humano arrumando o seu jeito de vencer um oponente quase invencível...


A chegada do horror

O horror neste filme na verdade já começa com a trilha sonora clássica de Ennio Morricone,

 trilha que vem carregada de tensão e mistério desde o começo. E por falar em tensão e mistério...


Um helicóptero aparece no céu perseguindo um belíssimo cão de raça Malamute.


Sobrevoando e atirando desesperadamente no cachorro. Até que o cão chega até o acampamento americano. Procurando a proteção dos americanos, o cão se joga aos braços do primeiro que vê.

O que leva o piloto do helicóptero, um norueguês desesperado, a descer e tentar matar o cão a pé com um rifle em meio aos americanos que não entendiam nada do que se passava.


Diante da histeria, o piloto atinge Bennings (Peter Maloney), o meteorologista na perna. E em resposta o comandante Garry, interpretado por Donald Moffat, atira no piloto.

Um único tiro na cabeça!


E agora a equipe de cientistas tem um assassinato em mãos, um cão e muitas perguntas.


O enigma

A partir deste momento, existe toda a construção do mistério do filme. O qual é muito bem conduzido.Os pesquisadores fazem questão de voar até a base do piloto morto para descobrir o que aconteceu.


E mesmo sem falar uma palavra em norueguês eles encontram o acampamento norueguês completamente destruído.

Existem sinais de violência por todos os lados e um poço cavado cheio de cadáveres carbonizados.

Um dos cadáveres é um ser humano completamente deformado e irreconhecível.


Eles levam todas as fitas de vídeo e o cadáver para o laboratório americano para investigar.


As fitas de vídeo mostram a investigação de um objeto estranho em meio ao gelo. Um gigantesco objeto enterrado no gelo por milhões de anos e que veio de fora de nosso mundo. Um enorme disco voador que colidiu com a terra. Deixando apenas um cadáver enterrado no gelo.


O qual foi resgatado pela equipe norueguesa, mas desapareceu.


De outro mundo

Em meio as investigações, os americanos percebem que o cão malamute do começo do filme

ainda estava perambulando tranquilamente pelo acampamento. É nesta hora que o veterinário resolve levar o cachorro para o canil com os outros cães. E então o pesadelo começa...


Em meio aos outros cães que começam a latir em desespero, o cão que começou toda a confusão aos poucos literalmente estoura na frente da câmera! E como se não bastasse, ele ataca os outros cães com tentáculos para puxa-los e devora-los. Quando os pesquisadores finalmente aparecem, presenciam o horror absoluto da cena antes de decidirem atirar no monstro.


MacReady tem então a ideia de incinerar o monstro com um lança chamas!


A partir deste ponto, Blair (A. Wilford Brimley), o biólogo; Decide investigar definitivamente os acontecimentos da estação norueguesa e os cadáveres. E então o mistério começa a dar lugar a explicação do horror. Blair começa a descobrir que o alienígena na nave é uma forma de vida capaz de matar e imitar cada célula do corpo de suas vitimas. Assimilar completamente as suas vitimas.


E depois de ver com seus próprios olhos o que a coisa fez com os cães, Blair descobre que a coisa pode assimilar completamente toda a raça humana!


Enlouquecido pelo horror da verdade, Blair faz a decisão mais difícil de sua vida.

Destruir todos os veículos e a comunicação para isolar o acampamento e assim tentar destruir a coisa mesmo que isso custe a sua própria vida!


Infelizmente, Blair é dominado pelos próprios companheiros e trancafiado.


A tensão

Logo depois de Blair ser trancado, a equipe descobre horrorizada um dos membros da equipe sendo

assimilado pela coisa. Ele parecia e se comportava exatamente como um ser humano, como amigo,

com a aparência absolutamente igual. E quando descoberto, estava terminando de se assimilar com

a diferença das mãos ainda sob a forma de horrendas garras. A coisa é incinerada, mas sua ameaça ainda paira no ar deixando o filme tenso. Onde é praticamente impossível saber quem pode ser a coisa.


Todos desconfiam de todos em um ponto onde nem mesmo o herói do filme é confiável.


Dessa tensão, temos a clara rivalidade mortal entre MacReady e o mecânico Childs (Keith David).


Um clássico do horror

Imagine uma situação de absoluta paranoia onde não se pode confiar em absolutamente ninguém.

Onde se enfrenta um monstro muito pior do que o Alien e o Predador juntos. E pior, que pode se transformar no Alien e no Predador, juntos! A coisa é um monstro capaz de fazer cada celula de seu corpo se transformar em bocas, garras e outras abominações.


Para piorar, não se pode nem mesmo confiar em outras pessoas.


A lição de vida machista deste filme é a mais pura resistência, a resiliência ao horror!

Os poucos sobreviventes precisam se unir para enfrentar a coisa. MacReady e Childs, mesmo inimigos que não confiam um no outro, se unem no final para enfrentar a coisa.


E precisam fazer isso utilizando armamento pesado! Existe toda a estratégia de improvisar cocktail molotov, o lança chamas e os explosivos para dar um fim a coisa.


E mesmo assim, lutando pela sobrevivência em meio a paranoia absoluta: Homens ainda decidem se sacrificar para salvar outras pessoas de uma ameaça de destruir toda a humanidade.


O Enigma do Outro Mundo é um clássico absoluto por saber tratar tanto o horror quanto o ser humano. Conseguindo lidar com temas que vão do medo e da paranoia até o sacrificio próprio

pelo bem da humanidade. Com a ótima trilha sonora e os efeitos especiais.


Falando nos efeitos especiais, dizem que eles eram muito bons para a época. Mentira! Os efeitos especiais são simplesmente perfeitos! Roubando a cena!


Um filmaço altamente recomendado


Por Marcio Strzalkowski

Força e Honra!




Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page