top of page
  • Foto do escritorMarcio strzalkowski

Tropa de Elite


Tropa de Elite - Missão Dada é Missão Cumprida 2007

Direção de José Padilha

Escrito por Bráulio Mantovani, Rodrigo Pimentel e José Padilha

Não recomendado para menores de 13 anos



   Baseado no livro Elite da Tropa de André Batista, Tropa de Elite é um filme reacionário que mostra exatamente a vida e os dramas da policia do Rio de Janeiro. E diga-se de passagem, o filme já começa com um chute na porta e um tapa na cara dos defensores dos bandidos!



   O filme começa contando a história de três personagens: O Capitão Nascimento (vivido e imortalizado por Wagner Moura) é um personagem que já chega mostrando o que é ser um reacionário de verdade. Ele vive diariamente o drama de enfrentar o crime em situações onde nem mesmo a policia militar pode chegar. E por dois policiais da policia militar do Rio de Janeiro que se desiludem com a mesma. Neto Gouveia e André Mathias. Que acabam convivendo com a corrupção já instaurada na policia militar.



   Um dia, os três personagens se cruzam em um tiroteio em um dos morros mais violentos do Rio de Janeiro e os dois soldados se impressionam com a força policial do BOPE - Batalhão de Operações Policiais Especiais e decidem viver o sonho de ingressarem em uma força completamente contra a corrupção.



   Para entender melhor o ponto de vista dos personagens...

   O tráfico de drogas é uma das formas mais seguras dos criminosos receberem dinheiro a toda hora. Outras atividades são de risco como roubos e assaltos. De modo que a grande maioria do dinheiro que os criminosos ganham para poderem comprar armas para cometerem roubos e assaltos vem justamente de jovens estudantes que acham que o trafico não faz mal pra ninguém. Dai que os playboys sustentam operações criminosas básicas enquanto os criminosos se beneficiam da corrupção em outros setores da sociedade. Inclusive dentro da policia! E o Capitão Nascimento é um personagem com plena consciência de que o crime infelizmente faz parte de um sistema que vai até os mais altos escalões do governo! 


   E se revoltar, ter opiniões fortes e até tomar atitudes contra esse sistema de corrupção é justamente ser um reacionário!


   E sim, qualquer pessoa que tentar condenar um reacionário por ele se revoltar contra a corrupção e o crime está apenas perseguindo uma pessoa por ela ter opiniões contrárias!

Se a definição de reacionário é a reação contra o crime e a corrupção, então essa é a definição de uma boa pessoa.



Este ponto de vista é mostrado em vários momentos do filme e uma das cenas mais emblemáticas é quando o personagem André Mathias (André Ramiro) bate de frente em suas opiniões na faculdade.


    Isto porque a galera da faculdade não conhece a realidade da policia que tem que conviver com os jovens que são aliciados para o trafico de drogas. Lógico: Não são os alunos que precisam correr atrás dos jovens que roubam, que estupram e matam. Não são os alunos de direito que precisam se defender e trocar tiros com os jovens infratores. São os policiais que precisam fazer isso!



O Lumpemproletariado

A educação no Brasil é uma Doutrinação Socialista com o nome de Paulo Freire. Toda a sua base socialista de Doutrinação pode ser traçada até nomes como Giovanni Gentile, ministro socialista fascista de educação de Mussolini. A Doutrinação Paulo Freire também pode ser traçada até Joseph Goebbels e Bernhard Rust, ministros de propaganda e doutrinação do temivel partido Nacional Socialista dos Trabalhadores. E um dos nomes mais citados é o de Antônio Gramsci.


Explicando as fontes, agora eu explico que o Sistema de Doutrinação Socialista possui um nome e uma função para os bandidos. Lumpemproletariado é a classe dos marginais, dos bandidos protegidos por socialistas do mundo inteiro. Por isso que todo socialista defende os bandidos e marginais! Existe um plano politico.


O próprio guru do Socialismo, Karl Marx, apontado como criador da teoria do Lumpemproletariado, definiu que todos os negros deveriam ser da classe dos Lumpemproletariados.

Racismo? Com certeza! Karl Marx até se referia a negros como macacos.




    O Filme dá de soco na ferida e mostra como o crime trata os alunos de direito. Um casal tem uma ONG no Morro dos Prazeres onde o trabalho é o de ajudar os meninos carentes. Mas como a ONG obedece ao Traficante Baiano e todos os seus envolvidos são alunos que estão no morro mais movidos pelo interesse nas drogas; Então a ONG consegue contribuir mais ainda para o tráfico e para que os meninos carentes entrem no mundo das drogas. Inclusive um dos alunos já é traficante e leva a droga do morro diretamente para a faculdade.


   Outro soco na ferida é o momento onde o Capitão Nascimento dá uma aula mais dinâmica sobre quem são os responsáveis pelo tráfico. Quem compra drogas é que financia o tráfico e a criminalidade!


   Só que a aula do Capitão Nascimento é esfregando a cara do filhinho de papai vagabundo no cadáver de outra criança que o BOPE teve que matar para garantir a segurança da população!


Uma das sequencias mais interessantes do filme e de todo o nosso cinema nacional é a sequencia do treinamento do BOPE. Extremamente brutal e completa na formação do pensamento e da atitude que o BOPE precisa. E achei a sequencia inteira no Youtube pois, não tenho como escrever um livro para descrever a sequencia. Mas vontade não falta!



A partir da metade do filme então temos os personagens Neto e Mathias se formando no BOPE, mas um único incidente muda toda a trajetória do filme. Que é quando o traficante Baiano descobre que Mathias era policial e que esteve namorando uma das integrantes da ONG. E só o fato do policial ter visitado a ONG já é motivo para mata-lo.


   Mas os traficantes se enganam e acabam matando seu melhor amigo Neto. Ao qual percebem na hora se tratar de um oficial do BOPE por uma tatuagem no braço. Neste momento tudo mudou!



   Os momentos finais do filme mostram Mathias se tornando o policial que o BOPE precisa.


   Isso enquanto os traficantes invadem a ONG e matam seus responsáveis de modo semelhante ao que bandidos reais praticaram com o repórter Tim Lopez. Mostrando o verdadeiro sentido da consciência social do Trafico!



   Uma das cenas mais antológicas do filme mostra Mathias se encontrando com o Playboy traficante e responsável pelas mortes de Neto e do casal responsável pela ONG. E a mensagem é muito clara!


   Quem se mistura com bandidagem não passa de vagabundo e merece ser preso!



   O final do filme é uma caçada em busca do Traficante Baiano mostrando exatamente o ponto onde um personagem reacionário vai longe demais. O final do filme mostra o BOPE torturando e executando os bandidos para vingar a morte do soldado. Coisa que eu não aprovo!


   Mas tudo bem, vocês também não precisam aprovar todas as minhas atitudes e textos também...



   Mas a qualidade final do filme?


   Bom, recomendo que todo mundo assista este filme pois ele tem ainda muitas histórias menores que não cabem aqui! Mas que fique registrado que o filme é uma verdadeira obra de arte!


Na cara não, por favor!

O filme tinha um objetivo, pintar os policiais e agentes do BOPE como fascistas. Felizmente isso falhou! A população brasileira adorou o filme e se identificou com os policiais.


E depois de anos estudando, posso afirmar que tudo o que a esquerda defende no tráfico está alinhado com fascismo. As facções criminosas dominam seus territórios com o uso de violencia e aplicam suas próprias leis. É o monopólio da violência, só a facção pode usar a violencia no lugar ocupado. Isso é fascismo! Existe também a lei do silêncio, a facção persegue e mata quem criticar ou denunciar seus crimes. Isso também é fascismo! Se questionado, qualquer socialista pode explicar que as facções cometem crimes de estupro, tortura e assassinato contra quem quiserem. O que também é fascismo e os socialistas apoiam!


A própria palavra Facção vem de faxos, de feixes, faixas e de fascismo. Pois todas as facções criminosas são socialistas com ligações politicas cabulosas.


Mais de 10 anos depois de Tropa de Elite e toda a elite Socialista vem defendendo nos governos Dilma e Lula que exista perseguição, censura, violência e prisão por crime de opinião para quem discordar dos ideais socialistas. E isso é fascismo.


Ser reacionário é ser contra o fascismo! Por Marcio Strzalkowski

Força e Honra



Posts recentes

Ver tudo

Σχόλια


bottom of page