top of page
  • Foto do escritorMarcio strzalkowski

O Estrangeiro


Existe um comportamento tão comum ao ser humano e ao mesmo tempo tão incomum na natureza.

Uma jornada pessoal de medo e auto destruição: A Vingança!


Este tema recorrente em nossa cultura machista, retratada em milhares de obras em milhares de anos mostrando a vingança como a última, mais obscura e até a mais indesejável opção em busca de Justiça!


Em muitas obras, incluindo este filme, a vingança é o último gesto de desespero por justiça. A última e desesperada jornada de profundo respeito pelas pessoas amadas.



O Estrangeiro (The Foreigner 2017)

Dirigido por Martin Campbell

Escrito por David Marconi, baseado no livro "The Chinaman" de 1992 por Stephen Couro.


Neste filme, baseado no romance "The Chinaman" por Stephen Couro, um honesto dono de restaurante embarca em uma jornada de vingança para obrigar um politico a revelar quem foram os terroristas que mataram a sua filha em um atentado.



Jackie Chan, porra!

Ngoc Minh Quan talvez seja o papel mais dramático e triste já interpretado por Jackie Chan.

Se no começo do filme podemos até mesmo ver Minh Quan sorrindo enquanto conversa com sua filha, isso desaparece completamente no resto do filme. Quando sua filha é morta em um atentado terrorista do IRA. Dando lugar ao desespero de finalmente estar sozinho na vida, Minh Quan se entrega a uma jornada para cobrar das autoridades a identidade dos terroristas responsáveis pela morte de sua filha.


Até que ele descobre que um importante Vice-Primeiro Ministro da Irlanda chamado Liam Hennessey (vivido por Pierce Brosnan) que chegou ao poder exatamente por ser um ex terrorista líder do IRA.

Provavelmente ainda envolvido com o IRA e que pode indicar o nome dos terroristas que mataram sua filha...


Quando Hennessey conhece Quan, imediatamente o desconsidera como ameaça.

Lógico; Um chines baixinho graças ao truque de camera, Jackie tem 1,74cm de altura perto de Pierce Brosnan de 1,88cm, com seus 60 anos e de fala mansa, triste. Hennessey não tem nenhuma informação dos terroristas e nem a daria se a tivesse. Mandando Quan embora.


É nesta hora que Quan se revela utilizando métodos de guerrilha utilizados no Vietnã para provocar uma explosão no banheiro do prédio! Para forçar Hennessey a revelar os terroristas!


O respeito a mulher...

Filmes machistas são os que mais respeitam as mulheres em nossa cultura!

E o velho clichê do homem protegendo ou resgatando a donzela em perigo é o melhor exemplo de ideal heroico e romantico de responsabilidade e respeito pela vida das mulheres.


Mas com a perda da filha, Quan entra em desespero e embarca em sua jornada de vingança e uma interpretação pessoal de justiça para sua filha Fan.


Fan é interpretada pela talentosa Katie Leung, conhecida por seu papel em Harry Potter.

E todo o carinho que Quan tem para com sua filha o impulciona para descobrir quem a matou.

Principalmente se considerarmos que existe toda uma história de Quan traumatizado perdendo suas filhas mais velhas para piratas durante a sua fuga da guerra do Vietnan. Fan, sua filha mais nova foi a ultima sobrevivente e o ultimo motivo que Quan tinha para viver...


Interpretando a Dilma

Liam Hennessey, interpretado por Pierce Brosnan, é um personagem que me fez lembrar de Dilma Rousseff. A ex terrorista e ex presidente do Brasil responsavel por atentados terroristas, tortura e execuções que se tornou politica. Ainda mantendo contato com os antigos companheiros e tendo um exercito pessoal truculento.


Hennessey é o mesmo caso: Um ex terrorista responsável por atentados, tortura e execuções que ainda tem todo o contato com os antigos membros fundadores do IRA.


No entanto, Hennessey realmente não sabe quem foram os terroristas responsáveis pelo atentado.


Mas mesmo assim exige os nomes do responsaveis como um líder. E embora faça todos os esforços para conseguir os culpados, ainda é uma figura com atitudes vilanescas. Ele manda matar Quan, faz velhos jogos de poder para manter o cargo politico e ao final do filme se rende a tortura e ao assassinato.


Hennessey inclusive tem uma amante que está diretamente envolvida com os atentados.


Ação, porrada e estratégia

Chackie Chan sempre teve a sua marca registrada no cinema de ação.

Uma de suas marcas registradas sempre foi o fato de que Chackie nunca tentou se pintar como habilidades sobre humanas. Protagonizando cenas onde estava em obvia desvantagem e onde deveria superar toda a desvantagem através de estratégias diferentes.

Chackie pode ser visto em filmes diferentes com medo, apanhando e até fugindo correndo.

Mas no final superava a desvantagem mudando as táticas e usando as mais diferentes armas.

E o melhor de tudo, sem usar dubles!


Neste filme, a ação ficou contida por motivos óbvios.

Em primeiro lugar por causa da idade de Chackie! Avançada e que só permitiu poucas cenas de ação. E em segundo lugar, as cenas de ação deram lugar a uma trama politica mais densa.

Houve desenvolvimento de toda uma trama mostrando o lado podre de um ex terrorista que dizia tentar a todo custo evitar um banho de sangue mesmo tentando promover o seu próprio banho de sangue.


Aqui o diferencial foi que Quan utiliza táticas e armadilhas que realmente foram utilizadas no Vietnan. Como a mistura das bombas caseiras de Quan, a armadilha do buraco com espinho e a armadilho que dispara uma flecha nas pernas do inimigo. Todas reais e utilizadas em campo.


Outro detalhe que poucos vão notar é justamente as lutas com faca!

Utilizando movimentos táticos reais, ataques, desvios, defesa e imobilizações.

Sequencias extremamente rápidas e que acabam muito rápido.



Eu não vou contar o final do filme.

Eu sou malvado mesmo! Escrevi sobre o filme só pra deixar meus 5 leitores com curiosidade de ver mesmo!


Nota 7,5




Posts recentes

Ver tudo

コメント


bottom of page