top of page
  • Foto do escritorMarcio strzalkowski

Lorraine Warren - Heroinas sem feminismo


Seguindo meu objetivo de escrever sobre heroinas que não devem absolutamente nada

ao feminismo, temos Lorraine Warren. Aqui é absolutamente importante separar a

pessoa de Lorraine Warren com seu trabalho de investigação paranormal da personagem

que foi parar em livros e no cinemas interpretada pela talentosa atriz Vera Farmiga. O

trabalho de investigação paranormal depende completamente das crenças de quem se

depara com as mídias. De modo que uma pessoa que não acredita no sobrenatural não

tem como acreditar no trabalho de Lorraine Warren.


Por outro lado, não há como se negar que o objetivo de vida de Lorraine Warren foi

realmente ajudar pessoas com problemas graves e registrar suas histórias em diversos

livros. Nesse caso, Lorraine Warren é tanto uma escritora de sucesso quanto

personagem das próprias obras. Tanto nas obras quanto na vida real existem registros

legítimos de que Lorraine Warren ajudou pessoas inclusive em casos de emergências

médicas chamando ou levando pessoas para atendimento em hospitais. Lorraine Warren

é sim uma das maiores heroínas do cinema atual! E um exemplo para mulheres

conservadoras.

Por Marcio Strzalkowski


Vamos falar dessa heroína.

Lorraine Rita Warren, nascida em 31 de janeiro de 1927 e falecida em 18 de abril de 2019.

Oficialmente, sua história com o sobrenatural se iniciou em 1952 quando fundou com o marido

a New England Society for Psychic Research (N.E.S.P.R.). A Sociedade de Pesquisa Psíquica

da Nova Inglaterra. Infelizmente, a história de Lorraine com os horrores do sobrenatural se

iniciaram muitos anos antes. Quando ela era apenas uma criança indefesa.


Uma criança sensitiva, aberta a mediunidade e clarividente normalmente tem experiências

aterrorizantes. Desde criança, Lorraine afirmava poder ver coisas que uma criança não deveria

ver.


Ver fantasmas e espiritos, ter contato com histórias envolvendo morte, violência.

E até mesmo: Demônios.


Seu marido, Edward Warren, compreendia Lorraine e a apoiou completamente.

Ed e Lorraine Warren tinham esse lado de companheirismo e de cumplicidade.

Aqui eu já inicio minha afirmação correta de que escritoras feministas estariam completamente

contra Lorraine Warren só por ela ter um relacionamento saudável com seu marido. Simone de

Beauvoir foi uma das maiores escritoras dentro do feminismo e falava abertamente contra

relacionamentos saudáveis como seria o caso do casamento de ED e Lorraine. Outra

feminista, Valerie Solanas, seria capaz de ter uma reação completamente insana de fúria

assassina ao descobrir que uma escritora como Lorraine Warren escreveu diversos livros de

sucesso que inspiraram diversos filmes onde ela é mostrada como heroína em um

relacionamento saudável ao lado do marido! E afirmar que Valérie Solanas teria um ataque de

fúria assassina não é exagero, a doente mental tentou matar o artista plástico Andy Warholl e o

ameaçou por anos!


Annabelle

O Caso da boneca Annabelle ocorreu em 1968. Annabelle é uma boneca inspirada na

personagem Raggedy Ann criada pelo escritor infantil Johnny Gruelle no livro de 1918,

As Histórias de Raggedy Ann, Raggedy Ann Stories.


De acordo com os Warren, uma estudante de enfermagem recebeu a boneca em 1968.

Porém, com acontecimentos estranhos em relação a boneca, um médium afirmou que o

brinquedo era habitado pelo espírito de uma menina morta chamada de Annabelle.

Como a boneca apresentava um comportamento malicioso e assustador, foi o primeiro

caso onde Ed e Lorraine Warren foram chamados. Eles então afirmaram que a boneca

estava com uma possessão demoníaca muito forte e recolheram o brinquedo para seu

museu sobrenatural onde ela fica exposta em uma caixa de vidro na qual ninguém deve

encostar.


Foram três filmes inspirados na boneca:

Annabelle (2014), Annabelle: Creation (2017) e Annabelle Comes Home (2019).

Também possui 5 curta metragens inspirados na personagem para se procurar.

The Nurse. The Confession. What's Wrong With Mom? Blund's Lullaby. E Almas Inocentes.


A Família Perron

O Caso foi investigado por Ed e Lorraine Warren em 1971 e virou o tema do primeiro filme

Invocação do Mal em 2013. Infelizmente o caso foi muito pior do que o filme.

Para inicio de conversa, a Família Perron já vinha sofrendo a tempos com a aparição de

entidades sobrenaturais e as investigações com outros investigadores já tinham descoberto o

caso da Bruxa que teria vivido na casa no inicio do século 19.


O problema se iniciou quando Ed e Lorraine tentaram fazer rituais de exorcismo para libertar a

família da presença sobrenatural da casa. E isso deu muito errado. DESPERTANDO uma

entidade masculina extremamente maligna em uma casa com meninas que sofreram muito!

Por causa disso, a família Perron brigou feio com os Warren.


O Horror de Amityville

Em 1976, Ed e Lorraine foram chamados para investigar o caso das assombrações de

Amityville.

O casal George e Kathy Lutz afirmavam que uma presença sobrenatural muito violenta

assombrava a casa. O caso foi extremamente assustador pelo fato de que apenas 2 anos

antes, Ronald DeFeo Jr. assassinou a própria família dentro da casa e afirmou diversas vezes

no julgamento de que ouvia vozes mandando ele fazer aquilo!

Foram 6 pessoas mortas a tiros deitadas no chão e rendidas com as mãos na cabeça.

Ronald DeFeo Jr matou ambos seus pais, seus 2 irmãos e suas 2 irmãs.


Poltergeist de Enfield

Caso considerado como falso, mas presenciado por policiais que foram a residência, viram

objetos se movendo sozinhos como cadeiras, copos, xícaras e a mesa da cozinha. Concluíram

como fato fora da jurisdição da policia ou da justiça! Testemunho oficial de policiais afirmando

ocorrencia sobrenatural!


O Poltergeist de Enfield atacou de 1977 até 1979 e foi investigado pelo casal Warren.

Se tornou a base do filme Invocação do Mal 2 em 2016.

Julgamento de Arne Cheyenne Johnson

Caso ocorrido em 1980. Iniciado com a possessão demoníaca do menino David Glatzel, de 11 anos.


David Glatzel afirmava com as visões de um homem velho que o ameaçava constantemente. O menino começou a ter diversos pesadelos noturnos.

Depois disso, David também começou a sofrer de dia. Aparecendo com machucados inexplicáveis como arranhões e diversos hematomas. A Família então chamou a ajuda de um

padre para tentar abençoar a casa.

Consta no testemunho que Lorraine conseguia ver uma névoa negra se materializar ao lado do

menino David. O testemunho dos pais também afirmam que David foi espancado e sufocado

por mãos invisíveis que deixaram marcas vermelhas no pescoço da criança. O menino começou a rosnar, sibilar e citar passagens tanto da Biblia quando do romance Paraiso Perdido escrito por John Milton em 1667. Os Warren afirmavam que o menino tinha múltiplas possessões.


Foram três exorcismos no menino David que duraram dias até que Arne Cheyenne Johnson

mandou que um dos demônios soltasse o menino e o possuissem. Curiosamente, referencia ao

filme O Exorcista.

Arne Cheyenne Johnson foi então atacado dias depois. Um dos ataques foi quando ele estava

dirigindo e o demônio o forçou a bater em uma arvore. Arne Johnson voltou a casa da família

de David e visitou o poço que supostamente abrigava o demônio. Em seu relato, foi o último

encontro lúcido. Em Outubro de 1980, os Warren ligaram para a policia avisando que a

situação estava se tornando perigosa.


Meses depois, em 16 de Fevereiro de 1981, Arne Johnson esfaqueou Alan Bono e não se

lembrava desse fato. Foi o primeiro assassinato na história de Brookfield, Connecticut. Em sua

defesa, Arne Johnson afirmou em seu julgamento de que o demônio o forçou a fazer aquilo.

Foi condenado a uma sentença de 10 a 20 anos de prisão. Mas cumpriu 5.

Foi tema dos filmes The Demon Murder Case de 1983 e agora do filme Invocação do Mal 3 de

2021.


O Lobisomem de Essex

A história de Bill Hamsey, homem que afirmava se transformar em lobisomem e que realmente

chegava ao caso de ter surtos violentos onde precisou ser contido. Foi um caso real de

licantropia onde a pessoa com problemas mentais acreditava se transformar em um animal.

Em 1983 Bill Hamsey estava bebendo com amigos e resolve ir ao banheiro lavar a cara. Ao se

olhar no espelho no banheiro, ele enxerga um lobo em seu reflexo.


Pediu para ser levado para casa e seu amigo foi leva-lo de carro. Durante o percurso em uma

estrada escura, Bill teve surto violento e atacou seu próprio amigo enquanto dirigia. Que teve

que parar o carro e tentar tirar Bill de dentro.

No Natal do mesmo ano, Bill Hamsey reclamou de frio intenso com dor no peito. Sua esposa o

levou no hospital quando Bill ataca e morde a enfermeira! O Vigia e 4 seguranças do hospital

tiveram que conter Bill Hamsey. Bill foi preso e teve que ser examinado depois. Foi oferecida

ajuda psicológica.


Naquele exato dia, Bill Hamsey teve o frio e passou mal. Foi levado para o mesmo hospital

onde deixou o mesmo grupo completamente apavorado. Principalmente a mesma enfermeira.

Lógico que ele teve outro surto! Um dos policiais chegou a ser hospitalizado com mordidas e

arranhões!

Em 1987 houve o caso de Bill Hamsey com uma garota de programa.

Não se menciona se foi um programa, mas se menciona claramente que Bill Hamsey tentou

atacar a garota. Um policial que tentou acalmar Bill Hamsey acabou lutando com ele. Outros

policiais ajudaram a conter Bill. Que foi levado ao hospital.

Foi nessa época que saiu matéria no jornal e o casal Warren ficou conhecendo o caso.

A revista sensacionalista People pagou para o casal Warren viajar ao local, ter acesso a

prontuários médicos e conceder entrevista. Bill Hamsey foi convencido a ir para Connecticut

fazer um exorcismo. É importante mencionar que apenas um dia antes do exorcismo, Bill

Hamsey teve outra crise e quase matou a sua própria esposa enforcada. Foram várias horas

de exorcismo com Bill Hamsey grunhindo, rosnando e tendo espasmos constantes.


Depois desses fatos, o casal Warren escreve o livro

Werewolf: A True Story of Demonic Possession. No cinema, o caso foi citado no Filme

Annabelle 3: De volta pra casa de 2019.


A família Smurl

Caso ocorrido entre os anos de 1974 até 1989.

Sua história pode ser conferida o excelente filme A Casa das Almas Perdidas de 1991.

O Lugar foi perturbado por fantasmas e um demônio que provocava barulhos e maus odores

no começo.


Mas logo ocorreram ataques violentos. O cachorro foi atacado e jogado contra a parede,

colchões eram sacudidos a noite e em várias ocasiões agrediu membros da família tanto

fisicamente quanto sexualmente. O caso foi investigado pelo casal Warren em 1986. Foram

pelo menos 3 exorcismos ocorridos durante anos.

A pior parte é saber que depois da família se mudar em 1987, se descobriu que os fenômenos

paranormais perseguiram a família para a nova residência!

Cemitério Union

Union Cemetery, localizado em Easton, Connecticut nos Estados Unidos. É considerado

assombrado desde o século XVII. Um de seus fantasmas mais conhecidos é a Dama de

Branco.

Ela tem um longo cabelo comprido e escuro, usa roupas brancas e um chapéu. Foi fotografada

e filmada diversas vezes. Mas é normalmente vista na rodovia 59 ou na rota 111 onde ela é

atropelada por veículos.


Em uma ocasião em 1993, um bombeiro afirmou que teria atropelado da Dama de Branco e

isso teria deixado um amassado em seu carro. Quando ele parou o veiculo, afirmou que ela

apareceu na frente dele assim como um fazendeiro com chapéu de palha também teria

aparecido.

O cemitério é fechado a noite.


Snedekopaer - Assombração em Connecticut

Caso investigado em 1986 onde a casa funerária de Connecticut teria sido afetada por

demonios. Inspirou o livro de 1992 In a Dark Place: The Story of a True Haunting. O filme

Evocando Espíritos de 2009 também conta os acontecimentos.

Dentre os acontecimentos sobrenaturais, a mãe da familia afirmou que a água que ela estava

usando para lavar a cozinha ficou vermelha como sangue do nada! A casa ainda apresentava

um cheiro de carne podre pelas peças


Finalizando de formais ainda mais esquerdisticamente incorreta

Ed e Lorraine Warren passaram a vida inteira investigando assombrações e envolvidos com

exorcismos. Você pode até não acreditar em fantasmas e demônios. Mas Ed e Lorraine Warren

realmente passaram a vida combatendo fantasmas e demônios seguindo as suas crenças.

Logo, quando se coloca a vida e obra de Lorraine Warren lado a lado com vida e obra de

diversas feministas, existe um abismo infinito de diferença onde podemos ver feministas

cultuando socialistas como Lênin, Trotsky, Stálin, Chê Guevara, Fidel e outros.

Ou seja; Demônios!


Desculpem a expressão polêmica, mas socialistas genocidas são demônios reais!

Ninguém é obrigado a acreditar em demônios de outras crenças, sendo uma questão de

crença considerar que nomes assustadores como Valak, Belphegor ou Chtulhu sejam reais.

Porém, a pessoa racional tem sim o direito de afirmar que Stalin, Chê Guevara, Hitler e Mao

Zedung foram sim demônios! Que acreditam nas mesmas doutrinas socialistas e provocaram

Milhões de mortes.


Especialmente pessoas conservadoras tem sim o direito de afirmar que Stalin, Lênin, Hitler,

Mussolini e Nicolas Maduro são demônios por acreditarem nas mesmas mentiras socialistas e

terem provocado Milhões de mortes.



22 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page