top of page
  • Foto do escritorMarcio strzalkowski

Liga da Justiça – Snyder Cut


Liga da Justiça – Snyder Cut

(Justice League – Snyder Cut 2021) Dirigido por Zack Snyder

Escrito por Chris Terrio e Zack Snyder



O Amor de um Pai


Sinto muito, mas a história do diretor, a interferência do estúdio, o fracasso, o clamor da internet e a própria história do amor de um pai por sua filha fazem parte dessa história e até merecem um filme a parte.

Zack Snyder iniciou a sua história no cinema com o filme Madrugada dos Mortos em 2004, remake do filme clássico de horror Dawn of The Dead de George Romero, onde utilizou um elemento presente do filme original para realçar seu próprio filme com um horror pouco utilizado no cinema, que são os famosos zumbis corredores.


Em 2007, Zack Snyder fez história no cinema ao adaptar a história de Frank Miller 300 para o cinema. Iniciando a sua história de adaptar a literatura dos quadrinhos para o cinema. Em 2009, ele adaptou a história considerada inadaptável para o cinema, que foi Watchmen de Alan Moore e Dave Gibbons, outro marco no cinema.

Zack Snyder foi considerado visionário por seu estilo de cinema. Tanto que nos anos depois ele adaptou a sua versão de Superman em O Homem de Aço, mais tarde adaptando o conflito entre Batman e Superman.


De fato, Batman V Superman foi o primeiro filme que realmente precisou de um Snyder Cut por causa da interferência do Estudio Warner em cortar partes do filme. O filme chegou aos cinemas com cenas cortadas, péssima edição da ação e subtramas inteiras deixadas de lado. Sua versão estendida foi muito melhor.


Seu filme seguinte seria a adaptação de Liga da Justiça em 2017. Infelizmente, a tragédia se abateu sobre o coração de Zack Snyder. Autumn Snyder, sua filha, cometeu suicídio aos 20 anos. Despedaçando o coração de sua família e amigos. Obrigando o Diretor a abandonar o filme. Para finalizar o filme, foi chamado Joss Whedon para filmas novas cenas e editar tudo.

A Liga da Justiça de 2017 foi um filme bom, porém mediano e mal recebido pelos fãs que tinham muito material superior para comparação. Sem falar em sequencias desnecessárias, piadinhas que descaracterizaram alguns personagens e a edição de filme confusa que não se compara a boa edição de cenas de ação de Zack Snyder.

Porém, com a grande quantidade de material filmada por Zack Snyder, se iniciou uma campanha pelo Snyder Cut na internet. Este filme foi reunido então para Zack se redimir com o público além de prestar as merecidas homenagens a sua amada filha.


O Salsichão do Amor – Blog Machista e Reacionário, também dedica este review para Autumn Snyder. Vamos ao Review de Liga da Justiça de Zack Snyder.


A Morte do Superman

O filme se inicia com a morte de Superman, resultado da batalha final em Batman V Superman – A Origem da Justiça. Seu sacrifício recebeu todo um significado para a formação da Liga da Justiça. Todo o contexto importa. Superman salvou o mundo duas vezes em O Homem de Aço e em Batman V Superman. Com a sua morte, três objetos alienígenas ancestrais despertaram reconhecendo que agora seria a hora de invadir o planeta terra. São as Caixas Maternas!

Mas antes de falar das Caixas Maternas, vou voltar a falar da morte do Superman. Uma mãe perdeu seu filho, uma esposa perdeu seu marido, o mundo perdeu seu herói e Batman sentiu a dor do fracasso.


O filme então se inicia com Bruce Wayne viajando para terras distantes onde ninguém o conhece, terras geladas da Europa com montanhas de gelo na Islândia. Lá, Bruce Wayne busca fazer o exato oposto de Batman V Superman. Onde Batman admite ter errado e falhado com o Superman julgando errado por ser desconhecido e o enfrentado sem reconhecer o verdadeiro inimigo.

Martha Kent e Lois Lane, revividas por Diana Lane e Amy Adams, tem seus papeis triplicados na trama mostrando exatamente como é a dor da perda. Uma das sequencias de pura melancolia mostra Lois levando um cafezinho quente para o policial que cuida dos destroços das homenagens feitas ao Superman. Ninguém menos que o ator Marc McClure, que viveu o Jimmy Olsen nos filmes originais de Superman.


Não conte com isso Batman

Bruce Wayne inicia o filme cavalgando sobre montanhas geladas da Islandia. É uma jornada em busca de redenção para o herói que sente na pele a dor do fracasso com o Superman.

Vivido mais uma vez por Ben Afleck.

Bruce Wayne julgou mal o Superman, o desafiou, o enfrentou na maior luta de sua vida e chegou até mesmo perto de matar o Superman. Ao final da história ele descobriu que o Superman tinha uma mãe, que foi criado na terra como um menino normal, que sua motivação veio de uma boa educação e que Martha estava em perigo. Bruce então partiu para resgatar a mãe do Superman sozinho como forma de se redimir. Foi a melhor cena de ação do filme e a de significado mais profundo.

Mas na mesma noite, uma abominação atacou o Superman e a única saída foi um sacrifício para salvar o mundo.


Bruce agora viaja por terras geladas procurando fazer o exato oposto de seus erros. Ele quer encontrar um homem chamado Arthur Curry, tentar conversar com ele ao invés de discutir, fazer uma aliança ao invés de lutar contra ele. Bruce Wayne joga limpo e lhe conta a verdade desde o inicio: Bruce Wayne é Batman!


Sob o canto melancólico das moças de uma pequena vila da Islandia, a mitologia do Aquaman é apresentada. Arthur Curry é o Aquaman interpretado por Jason Momoa, um príncipe da Atlantida que se sente isolado em dois mundos. Cujas ações simples o levam a ajudar uma pequena vila isolada com peixes para a sobrevivência das poucas pessoas que lá moram. O canto melancólico das moças é pura poesia de agradecimento, dor e saudade. Se chama Vísur Vatnsenda-Rósu, a Canções da Rosa de Vatnsendi. Uma linda canção da Islandia composta em poesia de Rósa Guðmundsdóttir, poetiza falecida em 1855. Mais tarde se tornando uma linda música que foi cantada até pela talentosa cantora Björk.

A Resposta de Aquaman é chamar Bruce de louco e dizer para ele não contar com uma aliança.


O Laço da Verdade

Homens armados invadem um museu de história e metodicamente começam a matar seguranças. A cena é tensa e violenta. O tiroteio irrompe enquanto reféns são feitos. Pessoas inocentes, mulheres e crianças! Tudo foi planejado para que crianças sejam reféns.

Assim, a policia não poderia fazer nada, nem mesmo acertar um tiro na cabeça do líder do grupo, que apenas olha pela janela e acena com seu chapéu.

Do alto, sobre os ombros de Themis, deusa da justiça, podemos ver pela primeira vez a Mulher Maravilha! Novamente interpretada por Gal Gadot.

Ao capturar um dos bandidos, usa o Laço da Verdade para obriga-lo a contar o plano. A mensagem desta cena em especifico ecoará até o final do filme. O bandido revela que o grupo se identifica como terroristas reacionários que querem levar o mundo para mil anos no passado explodindo a herança cultural da Europa e dos antigos deuses. O que vai contra qualquer definição de reacionários.


Diana então mostra exatamente o que é a definição de reacionário.

Ela REAGE contra uma invasão terrorista que quer destruir a herança cultural da humanidade e levar o mundo para mil anos no passado! Algo que a Mulher Maravilha se torna responsável a fazer no futuro!


Ela invade então o local e a batalha se inicia mostrando de volta a maestria do Diretor em criar ótimas cenas de ação que mostram claramente o que acontece em tela e as nuances de uma personagem forte, ágil, que se move em alta velocidade para proteger pessoas inocentes. Se o dicionário fosse honesto sobre o que define um reacionário, sua definição seria sinônima de reagente!

A mensagem mais importante vem do fato de que as feministas lutaram por mais de um século em nome do progressismo e do aborto. As feministas se definiram durante um século inteiro a defender que os bebes ainda não nascidos não eram seres humanos e que se livrar dos indesejados era um direito. Um século inteiro de feministas defendendo que alguns simplesmente não são seres humanos e que existe o direito de se livrar dos indesejados. A exata e mórbida desculpa esfarrapada que os socialistas alemães usaram para levar pessoas para campos de concentração e praticar o genocídio!


Logo, quando a Mulher Maravilha faz de tudo para salvar crianças, ela está agindo de forma contrária a tudo o que o feminismo prega! E quem definiu isso por mais de um século foram as próprias feministas!


A Mulher Maravilha Reage. Ela CONSERVA a herança cultural. Ela protege o valor da vida das crianças. E ao final, quando ela pode olhar nos olhos de uma menina e afirma que ela pode ser o que ela quiser ser, existe todo um contexto profundo e verdadeiramente libertador.


O Sacrifício Final das Amazonas

Adoro falar sobre como filmes feitos por homens para um público majoritário de homens são os que mais respeitam as mulheres!


As Amazonas são guerreiras lendárias que aqui fazem de tudo para proteger uma Caixa Materna.

A Caixa Materna desperta e chama o inimigo do outro lado do universo. Toda a sequencia mostra suspense e até medo do desconhecido perto da Caixa Materna. A Rainha Hipólita é novamente vivida pela atriz fodona Connie Nielsen.

E com o aparecimento do inimigo, ela grita para as filhas de Themyscira mostrarem o seu medo. E elas respondem:

- Nós não temos medo!


A batalha a seguir entre as Amazonas e Lobo da Estepe reforça completamente o caráter guerreiro e a força de vontade das Amazonas. Que ao perceberem que Lobo da Estepe é forte demais e pode pegar a Caixa Materna, as Amazonas não hesitam em fazer o sacrifício final de guerreiras de respeito!

Uma das sequencias mais espetaculares é quando as Amazonas se sacrificam derrubando as bases do templo onde a Caixa Materna está guardada. Elas lutam sem medo e aceitam morrer para evitar que a Caixa Materna caia nas mãos do inimigo. O templo todo despenca ao mar.


Os Novos Deuses


Conhecido como Lobo da Estepe (vivido pelo ótimo ator Ciarán Hinds, que ficou conhecido depois de interpretar Julio Cesar no seriado Roma e que desde então tem recebido ótimos trabalhos). Um alienígena conquistador com força suficiente para enfrentar antigos deuses mitologicos e quase destruir a Terra! Lobo da Estepe é um ser de um império conquistador de mundos que se denominam de novos deuses! Se denominando assim por que seus poderes os colocam diretamente contra os deuses que tentaram proteger os mundos no passado. Lobo da Estepe, Steppenwolf em homenagem a banda conhecida pela música Born to be Wild, enfrenta as Amazonas com ferocidade e ataques brutais.


É capaz de despedaçar Amazonas com seu monstruoso machado de batalha, jogar Amazonas longe junto com os seus cavalos, possui uma armadura que o protege das mais afiadas flechas e a sua força não tem comparação com nenhuma guerreira viva na Ilha.

E mesmo assim, as Amazonas resistem até o fim em uma perseguição para não deixar que Lobo da Estepe recupere a Caixa Materna. E mesmo com todos os sacrifícios e a luta sem fim, Lobo da Estepe recupera a Caixa Materna e vai embora.


Lobo da Estepe e seus parademonios vão para o lar de outros demônios na Terra. Pozharnov, terra de comunistas. Referencia obvia ao maior acidente nuclear CONHECIDO da história, a Usina Nuclear de Lenin III, também conhecida como Chernobyl. Os demônios comunistas causaram o maior acidente nuclear por pura arrogância e incompetência, deixando a cidade abandonada. Lobo da Estepe usa o calor e a radiação para alimentar a Caixa Materna.


Darkside

Lobo da Estepe trabalha para o grande Senhor Darkside, um Novo-Deus que ressurgiu da morte de diversos Deuses Ancestrais. Capaz de desafiar até mesmo o Grande Pai Celestial!

Uma história tão antiga que precisou ser pesquisada e revelada pelas Amazonas para a Mulher Maravilha.

Há Milhares de anos atrás, Darkside veio para a Terra em busca de conquistar e destruir! A sequencia mostra o Novo Deus cortejando a Terra e deixando a sua marca pessoal depois de descobrir que o planeta possuía a Equação Anti Vida!

De acordo com Jack Kirby, a Equação Anti-Vida é algo que dá ao seu usuário a capacidade de controlar todas as formas de vida sencientes do universo, destruindo suas vontades individuais e fazendo eles se curvarem ao propósito maior do usuário da Equação Anti-Vida.


Muito parecido com a doutrinação aplicada no mundo real nas últimas décadas!

A Doutrinação que recebemos foi escrita principalmente pelo comunista Antônio Grasmci e se trata de uma herança maligna do fascismo. Alunos são adestrados a se tornarem militantes socialistas. Segundo Jack Kirby, "se alguém possui o controle absoluto sobre você, então você não está realmente vivo".


A formula consiste em:

A soma da Solidão + Alienação + Medo + Desespero + Autovalorização ÷ Zombaria ÷ Condenação ÷ Mal-Entendido × Culpa × Vergonha × Falha × Julgamento


n = y, onde ‘y’ = Esperança, ‘n’ = Loucura, Amor = Mentiras, Vida = Morte, Ser = Darkseid


Para enfrentar Darkside, foi formada uma aliança épica na Terra. A aliança das Amazonas, dos Atlantes, dos Homens e dos próprios Deuses! Essa união épica culminou em uma batalha de grandes proporções para reagir contra Darkside!

As forças de Darkside foram repelidas pela verdadeira união reacionária da Terra e isso fez com que três Caixas Maternas fossem deixadas no planeta. São caixas feitas de uma tecnologia tão avançada que não podem ser destruídas. São essas caixas que são procuradas por Lobo da Estepe a serviço de Darkside.


O Flash

Barry Ellen, Ezra Miller, é um jovem super ativo que procura por mais um emprego para concluir sua faculdade. No filme anterior foi mostrado que ele tinha poderes, mas que Bruce Wayne não sabia exatamente o que ele podia fazer.

Ao procurar OUTRO emprego, Barry testemunha uma acidente de carro que iria matar uma jovem. Sua atitude a seguir mostra as suas habilidades. Barry então se move a uma velocidade super sônica capaz de destruir seus próprios tênis. Ele atravessa o vidro da loja onde estava, chega no local do acidente e com toda a calma ele pega a menina no colo salvando a sua vida. Barry tem o poder de se mover até mesmo a velocidade da Luz. E por mais que os poderes sejam impressionantes, ainda é a sua atitude que demonstra o seu caráter.


Barry é o Flash! O velocista mais rápido do mundo.

E aqui nós temos um Flash sem experiência nenhuma, que nunca enfrentou ninguém, que não tem um pingo de confiança e nem amigos. Mas que topou na hora o chamado de Batman! E cuja jornada para finalmente se tornar um herói pode ser vista no meio de heróis que admira e com quem vai ter uma forte amizade.


Valendo como curiosidade, Quando Bruce Wayne e Barry se conhecem, ele passam por um grande outdoor onde está escrito “você não está sozinho”, referencia a grupos de ajuda contra o suicídio. Outra homenagem do diretor Zack Snyder para sua amada filha Autumn.


Cyborg

Aqui temos uma das maiores justiças que Zack Snyder poderia ter feito em sua versão de Liga da Justiça. O personagem do Cyborg agora tem uma história, tem um nome a ser lembrado, seu drama mostra seu relacionamento com sua amada mãe, sua relação conturbada com seu pai e sua ligação com a Caixa Materna. Victor Stone é o coração do filme e Zack Snyder fez questão de dar ao personagem relances de como as próprias pessoas negras tiveram que conquistar seu lugar na história americana!


No filme anterior, o personagem vivido pelo ator Ray Fisher era tão ruim que todo o seu drama poderia ser simplesmente resumido ao fato de não ter pinto! Todos aqueles superpoderes não compensavam o fato de um jovem de 20 anos perder o seu pinto!


Aqui, Victor Stone tem todo um drama de seu pai ausente.

Victor já era um atleta de primeira jogando em Gotham City, já era super inteligente e tinha uma vida toda pela frente enquanto comemorava suas vitórias com sua mãe. Karen Bryson interpretou sua mãe amorosa Elinore Stone. Ela era a voz da razão sempre presente. A personagem nunca apareceu em nenhum episódio de qualquer desenho onde o personagem já esteve e rouba a cena. Estando com ele quando aconteceu o acidente de carro que mudou a vida de todos. A vida dela terminou naquele momento, já Victor e seu pai teriam que continuar as suas vidas por mais tempo.

O pai de Victor é Silas Stone, vivido pelo mesmo ator Joe Morton que décadas atrás fez o papel de criador da Skynet que originou o Exterminador do Futuro. Aqui, além de Easter Egg, Silas Stone procura fazer o possível para seu filho usando a tecnologia de um mundo há muito tempo inimigo como último recurso para um filho moribundo.


A analogia da história é praticamente a mesma de fazer um pacto com o diabo.

Silas Stone usou a caixa feita de pura Xenotecnologia, tecnologia de outros mundos, para salvar seu filho. Como uma Caixa de Pandora, ela abriu caminho para o inimigo com todos os seus horrores e deixou apenas um pouco de esperança para um jovem Victor que ainda não enxergava o seu novo papel no mundo.

Victor se viu unido de corpo e mente com a Caixa Materna. Sua mente teve acesso a tecnologia mais avançada do que qualquer criptografia existente na Terra. Ele tinha acesso a toda a informação online de toda a humanidade, poderia ter todo o dinheiro do mundo para si. Mas em uma cena simples, mostra o jovem deixando dinheiro para uma pobre mãe solteira e desamparada. Victor uniu corpo e mente com a Caixa Materna. Mas não a sua alma.




A Descaracterização de Batman

Aqui temos a melhor DESCARACTERIZAÇÃO do Batman. O Batman deixou de ser o maior detetive do mundo, neste filme ele SÓ descobre as identidades secretas do Aquaman, do Flash e do Cyborg, só. É um Batman mais humano, que admite fraquezas e é cheio de inseguranças. Ele chega a admitir que jamais conseguiria juntar a Liga como o Superman faria. Admitir que o Superman é mais humano do que ele jamais seria! Batman duvida de si mesmo, não sabe se consegue trabalhar em equipe, tem fraquezas e medos. E mais do que tudo, Batman segue em frente acreditando nos novos aliados por fé! Isso é descaracterização do personagem.

E deu certo!

Batman consegue fazer tudo o que ele mesmo duvidava conseguir! Conseguiu unir a Liga!

Só faltando que seus planos para o futuro deem certo.


A Primeira Batalha

Esqueçam o filme de Joss Whedon. Aqui as sequencias de ação são infinitamente melhores. Batman, Cyborg, Flash e Mulher Maravilha tem uma primeira Batalha contra Lobo da Estepe onde conseguimos ver perfeitamente as nuances.

Em primeiro lugar, conseguimos entender perfeitamente que os Parademonios que ajudam Lobo da Estepe são sim super fortes, tem reflexos rápidos e conseguem voar. Mas fica nítido também que Batman consegue sim sair na porrada de igual pra igual com os monstros. Rendendo boas sequencias entre ele e os demônios. Assim como Flash, que apesar de super veloz, ainda é inexperiente na batalha.


O Cyborg, por sua vez, tem motivações pessoais na Batalha, já que seu pai, Silas Stone, também foi levado por Lobo da Estepe por saber onde está a Caixa Materna.


E tudo isso para eu terminar falando dela, a Mulher Maravilha entra na batalha como a Guerreira mais forte e batendo de igual para igual com Lobo da Estepe! E Mais do que isso, toda a batalha dela contra o demônio envolve um dialogo sobre Deuses Antigos contra Novos Deuses.

E embora a primeira batalha da Liga contra Lobo da Estepe acabe sem acabar com a guerra, eu diria que foi uma vitória. Cada membro da Liga da Justiça mediu suas forças contra os Parademonios, cada um deu o máximo, os reféns foram salvos, Aquaman se uniu a Liga da Justiça e Lobo da Estepe escapou sem saber onde está a Caixa Materna.


A Volta do Superman


Nunca que a volta do Superman fez tanto sentido! Ele já morreu nos quadrinhos, em um longa animado e em Batman v Superman - A Origem da Justiça. E em todas as vezes que voltou a vida foi por motivos que nem mesmo faziam sentido. Mas em Liga da Justiça a história é outra!


A volta do Superman é simplesmente um plano do Batman em conjunto com a Liga da Justiça! Porém...



Para ressuscitar o Superman utilizando a única Caixa Materna, existem riscos imensos para o mundo. A primeira coisa a se dizer é que a Caixa Materna é inimiga da Terra! É uma arma feita para o apocalipse de todos os mundos seguindo o desejo de Darkside. Despertar a Caixa Materna é despertar a atenção do inimigo.

E o simples fato de ressuscitar o Superman não garante que o mesmo volte como era antes.


De fato, a volta do Superman foi da esperança para o desespero depois que o sistema de defesa do Cyborg o forçou a atacar o Superman. Iniciando uma batalha onde a Liga da Justiça inteira poderia ser destruída pelo Homem de Aço. Isso só mostra como o Superman de Zack Snyder realmente está só a um passo de se tornar um vilão por si só. Ou em pior revelação, está a um passo de se tornar um servo do próprio Darkside sob o flagelo da Equação Anti Vida!


As outras heroínas do filme

O que salva o mundo, (exato, salva o mundo) é um milagre tão simples que até esquecemos o seu valor. O Amor verdadeiro presente nos valores familiares!

Quando o Superman perde completamente a cabeça, fica prestes a até mesmo matar a Liga da Justiça e o Batman.


E quem o salva de cometer esse enorme erro foi a presença de Lois Lane! Sua amada companheira! Ela até mesmo o leva de volta para casa onde cresceu e lá ele reencontra a sua mãe. Se o filme triplicou a participação de Lois e Martha Kent em seu luto, foi porque não viam o Superman como um semi deus na Terra, mas por conhecerem o Clark Kent como ser humano.

Isso é de suma importância de se fazer comparação com outras obras que mostram cópias malignas do Superman. Obras recomendadas como The Boys, Injustice – Gods Among Us, Invencivel e outras obras recomendadas. Todas mostram poderes e até fraquezas do Superman em personagens que perdem a cabeça. Mas nenhuma das obras mostra os valores familiares como sendo o parâmetro de certo e errado ao qual o Superman original se agarra. O amor de Lois e Martha fazem a diferença!


Só para entender.

Sem o amor de Lois e Martha, Superman teria destruído a Liga da Justiça e a esperança de luta contra a destruição da Terra. Mesmo que descubra a Terra em perigo, teria que enfrentar sozinho os Parademonios e Lobo da Estepe com todo o poder das três Caixas Maternas. E mesmo que por algum milagre consiga evitar a destruição da Terra, teria que enfrentar sozinho Darkside e suas legiões. Ele jamais conseguiria sozinho.


O Sacrificio de um pai

Sabendo que a Caixa Materna seria capturada por Lobo da Estepe, Silas Stone se tranca em uma sala junto com a Caixa para aplicar o maior e mais potente laser em seu núcleo. Tudo isso na frente daquele que chamam de Cyborg, seu filho Victor.


O arco de Victor se torna agora uma jornada ainda mais trágica. A perda de sua mãe, de seu corpo e de seu pai o colocam em um caminho de não ter nada a perder senão a própria humanidade. Victor perdeu tudo o que se importava e agora lutará para não perder o seu mundo.


No entanto, seu sacrifício não foi em vão.

Aquecer a caixa não a destrói, mas a deixa com a maior temperatura no planeta. Isso ajuda a Liga a encontrar a base de Lobo da Estepe em Pozharnov.


A Batalha Final

Chegou o ponto do meu Review onde serei malvado e não contarei o final da história!

Fiz questão de contar até demais sobre o filme, sobre a própria história do diretor, de seu drama pessoal, das motivações e dos valores dos heróis.

Vamos as minhas considerações finais:

É praticamente outro filme completamente diferente da versão de 2017. É muito mais longo e isso equivale ao gosto de um público que consegue maratonar séries inteiras!

Sim, é um filme machista! Foi feito sobre mais de 80 anos de cultura voltada para homens e meninos! E justamente por refletir valores machistas que consideramos heroicos desde o inicio da civilização, é um dos filmes que mais respeitam as mulheres na história! De nobres guerreiras semi deusas capazes de se sacrificarem pelo bem da humanidade até o amor familiar de uma mãe e de uma companheira curando o coração de um guerreiro. Especialmente o amor de um pai por sua filha!


É um filme reacionário? Sim!

Mostra guerreiros se unindo contra impérios que querem ditar o que é o progresso através de suas próprias vontades. Cujo plano depende de uma Equação de dominação das mentes sencientes. Qualquer semelhança entre Darkside e ditadores socialistas como Mussolini, Hitler, Mao Zedong e Stalin não é mera coincidência! A batalha final pelo bem da humanidade ocorre na Rússia, berço do comunismo, em meio ao lugar mais tóxico da Terra e contra um ditador que quer dominar mundos e destruir a força de vontade de todos! Não é coincidência!


Além do final

Zack Snyder foi além da própria história e praticamente consertou todo o universo DC nos Cinemas. Ele estabeleceu diversas aberturas para continuações de vários personagens e além disso teve a ousadia de consertar o Coringa de Jaret Leto!

Sim, o Coringa de Jaret Leto foi mal utilizado no filme mediano de Esquadrão Suicida com o astro fazendo algo que o próprio Jack Nicholson avisou Heath Ledger para não fazer, entrar muito na mente do personagem.


Jack Nicholson interpretou o Coringa no filme Batman de 1989. E avisou que não se pode tentar viver a loucura do personagem em interpretação metódica onde o ator se força a pensar como o personagem. Heath Ledger realmente se trancou em um quarto de hotel por duas semanas para conseguir achar o tom do personagem, sua voz e maneirismos. Infelizmente falecendo pouco antes da estreia de O Cavaleiro das Trevas. Mas não chegou nem perto das loucuras de Jaret Leto. Jaret Leto enviou balas de verdade para o astro Will Smith, uma cabeça de porco para a equipe técnica e um rato morto para Margot Robbie. Sem falar na camisinha usada.

Ao final de Esquadrão Suicida, o Coringa mal apareceu em 10 minutos de filme e foi limado das continuações.


Pois bem, Zack Snyder trouxe Jaret Leto como Coringa para o final surpresa de Liga da Justiça e conseguiu fazer justiça com o personagem e com o ator.


Gostou do review? Achou ruim?

Pode usar os comentários para fazer valer a sua liberdade de expressão!


Por Marcio Strzalkowski

Força e Honra!




Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page