top of page
  • Foto do escritorMarcio strzalkowski

Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge

Batman é um personagem machista e reacionário em um contexto de ideal heroico clássico. Aos moldes de heróis clássicos como Odisseu, Perseu, Rei Arthur e outros. E a trilogia de Christopher Nolan carrega muito disso.

Infelizmente, o exemplo de machismo de verdade tão bem expressado em seus filmes anteriores começou antes mesmo do filme estrear. Onde homens de verdade protegeram as suas namoradas e noivas tentando salvar as suas vidas e capturar um maníaco que entrou no cinema atirando nas primeiras filas durante a pré estréia deste filme. Foram homens de caráter machista que se jogaram por cima de suas companheiras tentando proteger elas da tragédia. Homens que se atiraram na frente do fogo pelas mulheres que amavam.

O Ideal machista é heroico, romântico, de homens com valores e virtudes prontos a respeitar e serem responsáveis pelas pessoas que amam. É o poder da construção do caráter machista. Nada mais justo que se lembrar destes homens antes de mais um review machista!


Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge

Dirigido por Christopher Nolan

Escrito por David S. Goyer


Para quem não sabe, este filme adaptou muito do romance Um conto de Duas Cidades de Charles Dickens além da saga A Queda do Morcego e um pouco da saga O Cavaleiro das Trevas de Frank Miller.

Em Um conto de Duas Cidades, existe a narração das diferenças sociais e politicas entre as histórias de personagens vivendo em Londres e Paris do Século XIX. Onde Londres vivia uma revolução industrial que levou ingleses para a prosperidade e isso aproximou as pessoas das noções de liberdade individual, mérito pelo próprio trabalho e direitos.

Já Paris vivia na miséria que levou as pessoas para a criminalidade e que deu forças ao surgimento da revolução francesa e do socialismo. Quando vilões do mundo real fingiram falar em nome dos pobres para chegar ao poder. A ideologia política que mais matou durante o século XX.

Em A Queda do Morcego, um vilão novo surge e quer derrotar Batman física e mentalmente, Bane, que significa Ruina. Bane é um vilão extremamente inteligente e forte que eventualmente derrota o Batman. Obrigando o Morcego a aprender a voltar, ressurgir de uma derrota que inclui uma coluna fraturada.

Já em O Cavaleiro das Trevas de Frank Miller, a obra prima mostra um Batman voltando a ativa depois de velho. Uma história tão boa que se transformou em uma animação digna que merece um review próprio. E mesmo assim, Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge faz uso de elementos destas três obras para se sagrar como uma obra original.


A Ruina

O filme começa apresentando Bane. No contexto da história, Bane já é um terrorista reconhecido. Um monstro que é temido pelos agentes da CIA antes mesmo de adentrar o avião algemado e com um saco na cabeça.

No avião, Bane se mostra um criminoso terrível, porém refinado em seu plano. O seu plano naquele momento seria apenas uma sombra do que pretende fazer a Gotham City. Seu plano era capturar o cientista nuclear que também estava no voô e derrubar o avião para deixar uma mensagem.

A cena impressiona. Bane se solta junto com seus cumplices, captura o cientista, rende os agentes da CIA e o seu próprio avião intercepta o avião da CIA. A cena a seguir foi completamente feita sem CGI. O avião de Bane usa seus cabos para prender e derrubar o avião menor.

Antes de soltarem o pequeno avião, Bane pede que um de seus membros fique para morrer. E mostrando como o membro é compromissado com a ideologia, ele apenas questiona uma coisa: O fogo começou?

Sim, o fogo começou.


As mentiras

A trilogia de Christopher Nolan cuidadosamente destrói cada elemento da história do Batman para então reconstruir de forma mais forte e significante. Aqui, temos a quebra de toda expectativa mostrando que Bruce Wayne nunca mais se vestiu de Batman em 7 anos. Mostra que o crime em Gotham retrocedeu depois que venceram a máfia e que o Comissário Gordon guardava com muita dor o segredo da vitória: A Mentira.

Na mentira, Harvey Dent seria um herói que morreu pelas mãos do próprio Batman. Mas que seu sacrifício serviu para aprovar a lei que destruiria a máfia e a corrupção de Gotham. Ao ponto onde se podia afirmar que eram tempos de paz. Esta mentira destruiu tanto a vida de Gordon quanto a força de vontade de Bruce Wayne.

A paz através da mentira, Gordon prestes a perder seu emprego e Bruce Wayne exilado em sua mansão.


Harvey Dent

Este ponto é apenas a minha especulação pessoal sobre o que seria a lei Dent que venceu máfia e corrupção. E a minha especulação é que a Lei Dent simplesmente removia o Direito dos Manos! Depois do Coringa, criminosos já não podiam ser defendidos como vitimas da sociedade ou usar métodos de narrativas para ter poder em um tribunal. Direitos dos Manos é sobre políticos defendendo bandidos com narrativas e recursos públicos. Sem o Direito dos Manos a lei endurecia para o criminoso ficha suja e pegava firme contra os grandes. A máfia contratou um terrorista e foi responsabilizada por isso.

Não confunda Direitos Humanos com Direitos dos Manos. Os Direitos Humanos compõem direitos inalienáveis ao ser humano como o direito a vida, a dignidade e a um julgamento justo. Os Direitos dos Manos são a noção de que bandidos são vitimas da sociedade e devem ser melhor defendidos quando tiram todos os direitos de suas vitimas. Ou seja, defendem os manos. A corrupção usa as suas narrativas para defender corruptos.



A melhor Mulher Gato da história do cinema

Era uma vez uma pobre empregada na mansão Wayne. Ela ouvia histórias sobre o Senhor Wayne, um homem que vivia recluso e aleijado em seu quarto. Diziam as outras empregadas que ele tinha cicatrizes horríveis e que quase nunca saia de seu quarto. A empregada tinha então um trabalho ingrato de levar a janta para este homem horrível.

Ela levou a janta. E enquanto se perguntava onde estaria este homem tão misterioso, acaba surpreendida. No meio do quarto havia um alvo e este avo foi atingido por uma flecha. Era o misterioso Bruce Wayne.

Ela até tenta conversar com ele. Saber que tipo de homem se exilava do mundo. E é nesta hora que Bruce Wayne apenas explica algo simples que percebeu. A pobre empregada não era quem dizia ser, ela usou o disfarce de empregada para entrar no quarto dele e abrir seu cofre valioso. Roubando apenas um colar de pérolas.

A pobre empregada não era apenas uma empregada, mas uma hábil gatuna.

E sem esforço algum, derrubou o Senhor Wayne, fugiu da mansão e conseguiu carona com um senador. Mas não se preocupe, o filme só está aquecendo antes de mostrar a melhor encarnação da Mulher Gato da história do cinema. Ninguém menos que Anne Hathaway.


Duas histórias de Gotham City

Na clássica Um Conto de Duas Cidades de Charles Dickens, existe a narração de como Paris e Londres eram diferentes na mesma época. Ao mesmo tempo em que Londres prosperava durante a Revolução Industrial que trouxe os benefícios do livre mercado onde os pobres passaram a ter salários, a poder comprar coisas, fazer churrascos no final de semana e lentamente começar a conquistar direitos trabalhistas de verdade. Um dos marcos pouco explicados do livre mercado é justamente que ao final da revolução industrial, pais ganhavam dinheiro o suficiente para terminar com o trabalho infantil e colocar as crianças em escolas. Esta parte não é contada nos livros de história.

Na exata mesma época, o que era chamado de Revolução Francesa também era chamado de Terror. Vivendo em uma monarquia absolutista, os revolucionários de esquerda pregavam falar em nome do povo ao gritar por Igualdade, Liberdade e Fraternidade. Na verdade, os revolucionários de esquerda apenas queriam tomar o poder pela violência para formar a sua própria ditadura absoluta onde o Estado seria dono de tudo. O Começo do Marxismo, a doutrina de Karl Marx para formar um estado totalitário através de violência e roubando tudo de todos. O filme não fala, não precisa falar, mas isso tudo define a motivação de Bane.


Corrupção e poder

Só a parte do filme envolvendo a corrupção e o poder em Gotham já rendem um ótimo filme. Aqui temos John Daggett, CEO das empresas Wayne e querendo tomar o poder da empresa para si. E o seu plano é simples, roubar as impressões digitais de Bruce Wayne para retirar ele da diretoria da empresa. John Daggett planeja usar a criminosa Selina Kyle para roubar as informações e as impressões digitais de Bruce Wayne ao mesmo tempo onde contrata Bane para ajudar com o serviço sujo. É ele quem ajuda a trazer Bane para Gotham City.


As vítimas da sociedade

Tudo parecia correr bem em uma batida policial para encontrar o senador perdido em um bar comum em um bairro da ralé de Gotham. Parecia tudo bem até começar um tiroteio no bar. O que a polícia não faz ideia é que a única mulher histérica encontrada no local é justamente Selina Kyle. Que foi ao local vender as impressões digitais de Bruce Wayne, mas sabendo que poderia ser traída na venda, levou nada menos que um seduzido Senador ao local. Para que qualquer erro dos bandidos tenha uma resposta pronta da polícia. Um plano simples e muito bem feito. Infelizmente os bandidos decidiram trair Selina e isso acarreta no tiroteio.

E deste tiroteio algo chama imediata atenção do Comissário Gordon, bandidos bem armados abrem fogo contra a polícia e fogem pelos esgotos. Gordon então segue os bandidos e acaba se deparando justamente com um exército de vitimas da sociedade armados até os dentes e que obedecem um maníaco. Bane.

Bane simplesmente decidiu por matar Gordon e os homens responsáveis por atrai-lo para o esconderijo. Ele mete uma bala em Gordon e o joga no esgoto para morrer. Gordon sobrevive por muita sorte e ajuda de um policial novato.

O que eu gostaria de chamar a atenção é justamente o fato de que o fanatismo dos bandidos permite que Bane seja um líder extremamente cruel e capaz de matar seus próprios soldados quando eles erram. Tal comportamento que remete a vilões de desenho animados são encontrados facilmente no mundo real com comunistas fanáticos.


Bruce Wayne – O maior detetive do mundo

Uma das coisas mais interessantes da trilogia de Nolan é o absoluto fato de Bruce Wayne ser um detetive que finge não investigar nada. Chega ao ponto onde temos a impressão de Bruce não saber de nada. Bruce Wayne descobriu rapidamente quem era Selina Kyle, que o plano de Selina não se tratava de roubar o antigo colar de pérolas de sua falecida mãe, mas sim as suas impressões digitais. Bruce chega a descobrir onde Selina estaria em um baile de gala onde faz questão de dançar com ela parecendo que apenas quer o colar de volta. Bruce finge não saber de nada. E isso permite que Selina devolva o colar. Em troca de roubar a Lamborghini de Bruce.

Detalhe: Selina Kyle menciona no ouvido de Bruce o velho argumento da Luta de Classes onde os ricos tem tudo sem dividir com os pobres e como isso será lembrado no dia que a Revolução chegar.

Bruce já sabe do objetivo de John Daggett de tomar o poder, só falta descobrir como ele pretende fazer isso e qual a sua ligação com Selina e Bane.


Parece uma trama simples, só falta uma coisa: Bane.

O fato de Gordon ser baleado chama a atenção imediata de Bruce Wayne. Isso faz com que ele faça uma visita a Gordon no hospital e a descobrir o exército de bandidos nos esgotos obedecendo as ordens de um único homem. Isso faz com que Bruce entenda que todas as tramas devem esperar enquanto ele precisa descobrir os planos de Bane.

De fato, tanto Bruce quanto Alfred se mostram grandes pesquisadores do mundo do crime. Alfred conta a Bruce o que pesquisou durante os anos. Bane é ex membro da própria Liga das Sombras que formou Bruce. Mas por ser um extremista, foi banido por Ra's Al Ghul!


Uma fonte de energia infinita

Um dos pontos que serve de motivação para a luta por dinheiro e poder é o fato que as empresas Wayne tem um plano de energia nuclear. E isso leva a preocupação de Bruce com o reator. Uma vez que Bruce não acredita na segurança do reator, existe todo o problema de John Daggett ter o poder sobre o reator e expor a cidade a um acidente nuclear.

Para evitar a tragédia, uma pesquisadora tenta a todo custo entrar em contato para desativar o reator ou continuar a pesquisa até que o mesmo funcione. Seu nome é Miranda Tate e ela busca a confiança de Bruce para que o reator não caia em mãos erradas.


Bane entra em ação

Tudo parecia bem na bolsa de valores de Gotham até que um motoqueiro de capacete tentou entrar no prédio, provavelmente para entregar um bauru com Coca Cola. Os seguranças pediram para que ele tirasse o capacete. E quando o motoqueiro retira o capacete, ele revela ser Bane. E isso deflagra a cena de ação com soldados que já estavam infiltrados e armados dentro da bolsa de valores.

O plano de Bane seria usar os reféns para não serem interrompidos enquanto fazem transações de milhões. E haveria silêncio sobre que transações de milhões são essas.

A bolsa de valores é cercada pela polícia até o anoitecer, quando Bane e seus homens decidem fugir de moto usando reféns. A cena dos reféns sem nenhuma proteção e presos as motos impressiona.


O Retorno do Cavaleiro das Trevas

Batman aproveita o cair da noite para finalmente voltar a ativa, resgatar os reféns e capturar os bandidos para descobrir o plano de Bane. Para isso, Batman faz uso de uma arma de pulso eletro magnético que desliga completamente as luzes onde atingir. Também entra em ação o Batpod de O Cavaleiro das Trevas para perseguir os bandidos. E é nessa hora que podemos ver uma clara referencia a graphic novel de Frank Miller, quando um policial das antigas apenas explica para um policial novato:

- Fique sentado garoto, agora você vai ver um verdadeiro show.


Batman entra em ação pelas ruas de Gotham resgatando os reféns e derrubando um por um dos comparsas de Bane. Realmente, um show. Uma cena simples e impactante é ver Batman socando um bandido com capacete e tudo.

Vale ressaltar, nenhuma das cenas de ação são da trilogia são exageradas ou forçadas e isso é um ponto absoluto de acerto do diretor.

Batman recupera o tablet do ultimo bandido e confirma que dados da bolsa ainda estão sendo transferidos. E é então que toda a policia desiste de capturar Bane para capturar o Batman! São dezenas de viaturas apenas para tentar capturar um único homem. Batman se refugia então em um beco escuro, cercado pela policia e sem chance de fugir. Até que para a surpresa de todos, Batman estréia seu veiculo novo baseado em um helicoptero silencioso. O Morcego.


O respeito as mulheres

Todos os meus 7 leitores já sabem como simplesmente adoro falar sobre o respeito que filmes machistas de verdade tem com as mulheres. O ideal heroico e romântico de um homem proteger e resgatar as mulheres. Ou simplesmente dar aquela forcinha no caso de heroínas fodonas como a Mulher Gato!

Bruce Wayne é um ótimo detetive que engana todo mundo, especialmente o público. Ninguém acha que ele é um detetive e isso faz com que ele descubra rápido que Selina Kyle e Bane estariam no apartamento de John Daggett. E que o plano é matar Selina.

E aqui fica também o meu respeito e admiração pela personagem. Mulher Gato sempre foi um exemplo perfeito de personagem verdadeiramente fodona e capaz de bater de frente fisicamente com Batman. Mas a construção da personagem neste filme está impecável justamente em sua mais poderosa arma, a personagem é sacana! Ela consegue manipular como ninguém e isso define astúcia muito bem. A melhor Mulher Gato da história do cinema.

No filme, temos ótimas cenas de ação com a personagem até a hora onde ela se vê cercada por bandidos armados. E é nessa hora que Batman aparece para dividir a tela com ela enchendo a bandidagem de porrada.

Batman e Mulher Gato fogem com a chegada de Bane.


Com a fuga, Batman quer que Selina o leve até o esconderijo de Bane em troca de limpar completamente o passado dela.


Eu não vou enterrar outro Wayne

Esta parte do filme é injustamente chamada de erro de roteiro. Quando a volta de Batman é vista por Alfred muito mais como o ego de Bruce Wayne, um show. E eu explico que isso não se trata de um erro de roteiro, mas sim de um erro de Bruce Wayne. É algo que é percebido durante o filme e tem suas consequências.

No caso, Alfred interpreta os atos de Bruce Wayne como um jeito de se aparecer e beneficiar a si mesmo. Bruce não está calculando direito o perigo de Bane, sua força, técnica e o poder do fanatismo.

E assistindo Bruce tão avido por confrontar Bane, Alfred decide contar a verdade que mais machuca Bruce. A verdade sobre Rachel.

Rachel, seu grande amor desde a infância, teria decidido abandonar completamente a possibilidade de viver com Bruce e se casar com Harvey Dent. Isso ocorreu quando Bruce deixou Harvey assumir a culpa pelos crimes de Batman e na mesma noite onde ela foi morta pelo Coringa.

Isso destrói Bruce Wayne por dentro. E Alfred decide deixar Bruce como um pai decide abandonar um filho em auto destruição.


A derrota de Bruce Wayne

A trilogia foi cuidadosamente DESTRUINDO tudo aquilo que achávamos que definia o Batman. Em Batman Begins, Bruce Wayne começava na prisão e depois treinado pelos terroristas da Liga das Sombras. Em O Cavaleiro das Trevas, Bruce ultrapassa o limite ao assumir a autoria pela morte de Harvey Dent e as pessoas que ele matou. Mas em O Cavaleiro das Trevas Ressurge, Bruce está sem saúde, isolado, abandonado pelo quase pai que nunca o abandonou, descobre que a única mulher que amou preferiu outro. Bruce chega a chorar por ela.

E então descobrem que toda a movimentação do roubo a Bolsa de Valores de Gotham foi somente a fortuna dele. Durante toda a trilogia, Bruce foi privado de muitos elementos que achávamos que formavam o personagem. Até chegar ao seu dinheiro. Bruce Wayne estava falido.

Mas dai a pergunta, as derrotas realmente derrotaram Bruce Wayne?

Chegando em casa no meio da chuva, Bruce é encontrado finalmente por Miranda. Que mais uma vez precisava convencer Bruce sobre a importância do Reator. Seria tudo uma conversa técnica chata até que o clima da chuva se uniu a falta de luz e os dois acabaram fazendo amor.

O ato de fazer amor gostoso, junto ao fato de que a pesquisadora realmente entendia a importância do reator o faz entregar para a pesquisadora o controle para evitar que caia em mãos erradas. Mesmo derrotado, Bruce Wayne retira o reator das mãos de John Daggett.


A queda do Morcego

Mesmo derrotado e desprovido das coisas que se achava que definiam Bruce Wayne, ele ainda não se entregou. E o seu plano é buscar a ajuda de Selina Kyle para entrar no esconderijo de Bane. A construção da cena é bem legal. Selina Kyle simplesmente vai entrando pelos esgotos e quando avista algum bandido só precisa dizer: Ele está atrás de você! Era o suficiente para Batman aparecer atrás dos capangas e destruir na porrada.

Alguns bandidos nem chegavam a ter chance.

Ao adentrar cada vez mais no esconderijo de Bane, Batman é surpreendido por grades que se fecham e a descoberta de que ele estaria em uma arena especialmente preparada para lutar com Bane. Batman foi traído por Mulher Gato.


Adoro falar sobre como boas cenas de luta ajudam a definir os personagens.

Bane é um lutador extremamente resistente e usa tanto a força bruta quanto o medo. Faz questão de manter uma pose superior mesmo quando Batman o ataca com toda a força. Nas palavras de Bane, Batman ataca como um jovem sem se conter. Até que o primeiro movimento de Bane simplesmente segura um soco de Batman e o ataca com força. Uma frase interessante é dita por Bane: A vitória te derrotou.

A luta faz com que Batman use outras táticas para lutar como distração e até a escuridão. Nada funciona contra Bane.

Ao final da luta, Christopher Nolan recria a cena de A Queda do Morcego onde Bane simplesmente levanta Batman para o ar e então aplica um golpe capaz de quebrar a espinha. A coluna vertebral de Batman é fraturada. Bane derrotou Batman.

Antes de levar Batman embora, Bane explode o andar de cima dos esgotos e revela seu plano de ter acesso aos Tumblers das Empresas Wayne.


A Revolução

Bruce Wayne é levado ferido até uma prisão do outro lado do mundo. O Poço onde Bane foi praticamente concebido e de onde nenhum homem poderia sair.

Quando John Daggett fica sabendo disso, fica furioso com Bane. A cena a seguir é simples. Bane simplesmente coloca a sua mão delicadamente no ombro de John Daggett. Um movimento simples com toda a conotação de uma morte violenta e dolorosa. John Daggett ainda tenta argumentar sobre ele ter pago Bane e recebe uma resposta: E isso te dá poder sobre mim?

Bane quebra o pescoço de John Daggett e isso inicia o fogo, a revolução, o horror.

Uma das melhores cenas deste filme ocorre dentro de um estádio de football. Com todas as câmeras de Gotham no jogo, o lance inicial e os gritos da torcida. Um jogador faz toda a corrida inicial com a bola ao som ensurdecedor do povo de Gotham só para terminar a jogada e perceber horrorizado que todo o campo de Football foi explodido. Ele apenas sobreviveu por pura sorte. Pontes que ligam Gotham ao continente também são explodidas. Gotham está isolada.

Bane e seus homens então surgem.

Bane faz exatamente o discurso comunista sem nunca usar a palavra comunista. Afirma que representa a retribuição de Gotham. E em seguida, manda trazer exatamente o reator nuclear das Empresas Wayne e o único cientista nuclear capaz de causar uma situação onde o núcleo poderia explodir. E sendo também o único cientista na cidade capaz de desarmar a bomba, Bane fez questão de “justiçar” o pobre homem na frente de todos. Nunca se esqueça de que a Revolução Francesa também era chamada de horror.

É impossível narrar os acontecimentos seguintes sem mencionar o socialismo. Sua base é mencionada em Um Conto de Duas Cidades e toda a revolução de Bane tem precedentes na história das revoluções socialistas. Bane usa todos os métodos do comunismo sem nunca falar sobre o comunismo. Bane começou simplesmente recrutando todos os bandidos para trabalhar nos esgotos enquanto planeja tomar o poder.

Bane usa o discurso da Luta de Classes para colocar os pobres contra os ricos. A guerrilha significa atacar onde houver lei ou armamentos, desestabilizar as instituições. Um tribunal de fachada servirá para os justiçamentos. E por fim, a necessidade de uma arma para manter o governo dos Estados Unidos frio perante a ameaça.

Bane é uma encarnação anabolizada de Chê Guevara.


O Horror

Até agora eu evitei falar de muitos personagens importantes. Mas agora é o momento de explicar sobre eles e sua relação com o desgoverno de Bane. Lucius Fox, interpretado pelo ótimo Morgan Freeman, é pela primeira vez ameaçado em toda a saga. Sendo um ótimo amigo e engenheiro que ajudou Bruce, viu e sofreu com o medo da morte. Foi obrigado a cooperar ou morrer.

O filme também acompanha o policial novato Blake, espectador dos tempos de mudança. Os tempos de paz onde conheceu e ajudou tanto o Comissário Gordon quanto o próprio Bruce Wayne. Agora, Blake viu o horror e o medo tomar as ruas de Gotham. Policiais presos, com medo, os atos de terrorismo e principalmente os horrores.

Outro personagem importante é o próprio Comissário Gordon, que mesmo abatido por anos sustentando uma mentira para ter justiça, agora vê com medo horrores sustentados por narrativas e violência.

Outra personagem, a Mulher Gato, também se torna uma sombra da mulher que já foi ao perceber que ajudou a criar esta situação. Selina Kyle sempre foi uma sobrevivente no submundo de Gotham, de todas as pessoas que traiu e enganou em um mundo injusto, Selina traiu justamente um dos homens que tentou ajuda-la e que poderia evitar isso. E ela o fez por absoluto medo. De certo modo, a derrota de Bruce se tornou a derrota dela mesma.

Aos poucos, Selina acompanha enquanto perde a esperança de redenção.

Miranda Tate, a pesquisadora que tentou várias vezes ajudar Bruce com o Reator e torna testemunha da loucura e da crueldade de Bane.

E para horror, acompanhamos os “justiçamentos” de Bane contra quem se opôs a ele. A morte podia ser por enforcamento no alto da ponte de Gotham ou andar no gelo do rio até ele se quebrar.



O fantasma de Ra's Al Ghul

Bruce está no fundo do poço. Literalmente no fundo do poço. O poço cheio de bandidos sem esperança de liberdade. Bruce está com a coluna vertebral profundamente fraturada, não tem dinheiro, nem saúde, foi abandonado e até mesmo traído por quem confiou. Bruce foi derrotado em todos os lados de sua vida. Preso junto a bandidos cujos crimes ele mesmo combateu. Não existe nada mais pelo qual lutar. Chega até mesmo o momento onde Bruce implora para morrer. É um pedido suicida.

Bane então responde que antes Gotham queimará. E que só depois disso que Bruce terá permissão para morrer. Uma TV é colocada em sua cela para que ele veja Gotham queimar.

Em seus delírios, Bruce chega a ser assombrado pelo fantasma de Ra's Al Ghul. Seu antigo mestre na Liga das Sombras e homem que tentou destruir Gotham City antes. O fantasma do Demônio lhe dá as boas vindas ao mundo dos mortos em seus pesadelos. Bruce acorda gritando contra isso, mas ainda não sabe se é por medo da morte ou por ainda ter forças para tentar lutar.


Medo nuclear

E engraçado como o filme brinca com a história do socialismo sem dizer o seu nome. Por décadas a União das Repúblicas Socialistas Soviéticas ameaçaram o mundo com suas bombas nucleares, mas no fim das contas, foi o acidente nuclear de Chernobyl que fez o sistema socialista se destruir de dentro para fora durante a década de 80. A tragédia do humor negro foi que o nome oficial de Chernobyl era Usina Vladimir Lênin, o que significa que o mesmo nome que iniciou os horrores do socialismo também o sepultou.

Bane fez a mesma coisa e poucas pessoas perceberam.

Usou um reator nuclear como uma bomba para ameaçar Gotham e os Estados Unidos, mas no fundo o reator poderia explodir a qualquer momento em poder de suas próprias mãos. E de fato o reator vai explodir sozinho dentro de poucos meses.


Por que caímos?

Toda a motivação que Bruce precisa estava no sofrimento das pessoas. Seu desejo de bem estar por elas lhe deu forças e a história de uma criança que conseguiu fugir do fundo do poço lhe deu um pouco de esperança.

Só tinha o maior problema, a derrota estava dentro dele. Sua espinha estava fraturada.

E superar a derrota significava pedir ajuda, significa colocar a coluna no lugar e dar passos dolorosos para se curar. Bruce amarra uma corda em seu tronco e dolorosamente tenta dar os primeiros passos, forçar a coluna a voltar ao lugar. Literalmente reaprender a levantar.

Mas ficar em pé não é o bastante. Bruce volta a treinar, reconstruir os músculos, reconstruir os valores que o transformaram na pessoa que era.

Mas sair do fundo do poço não é fácil. Significa tentar um salto arriscado com cordas. Os prisioneiros entoam um canto. Rise – Levantar. Bruce tenta... ...E falha.

Machucado e decepcionado, Bruce volta aos treinos. Volta a traçar planos. Os prisioneiros cantam de novo o canto motivacional. Ele tenta de novo... ...E falha novamente.

A situação em Gotham City só piora. Os poucos que tentam uma insurgência são capturados. Miranda e Gordon estão nas mãos de Bane e ele sentencia Gordon a morte.


Enquanto que Bruce que Bruce finalmente entende o que é preciso para sair do fundo do poço. Não basta os seus músculos ou seus planos. Mas algo muito mais perigoso. O Salto de Fé! O salto sem cordas, acreditando apenas em si mesmo e sabendo que se falhar, será uma queda para a morte. Bruce então precisa entender que deve aceitar que pode morrer antes de poder triunfar. Ele decide fazer o salto sem cordas de proteção, sabendo que se cair ninguém vai segura-lo. Pode cair e morrer. O fundo do poço pode ser o tumulo dele assim como é para tantos outros. Bruce finalmente entende profundamente o sentido de ressurgir. Desta vez, morcegos saem voando de uma toca atrás dele. Seu medo e sua motivação. Bruce finalmente dá tudo de si e salta... ...E finalmente consegue!

O salto o permitiu escalar até o topo. Bruce sai do fundo do poço e ainda por cima joga um monte de cordas para que os outros também tenham chance de sair


O Cavaleiro das Trevas Ressurge

Em uma distopia socialista, Gordon, como todo homem justo, é sentenciado a andar sobre o gelo fino até eventualmente cair.

Gordon é sentenciado pelo tribunal do crime, o gelo do Rio Gotham simplesmente se parte sobre os pés dos condenados e some com eles para sempre. Gordon é cercado pelos homens de Bane e contempla o próprio fim. Mas é então que percebe algo estranho, sons cortando o ar. Ao se virar percebe que todos os homens de Bane foram derrubados silenciosamente. Alguém voltou para resgata-lo. Batman. E como presente, Batman quer que Gordon coloque fogo no gelo. Gordon o faz e percebe que o fogo segue gasolina que sobe pela ponte de Gotham. É o sinal!

A partir do retorno de Batman existe uma nova esperança para as pessoas.

A partir de então todos os planos que falharam antes tem o reforço de Batman para enfrentar Bane. Blake iria ajudar com os policiais e Gordon iria localizar o caminhão do Reator. Mas antes, Bruce recruta Selina Kyle, entrega um Batpod para ela e explica que precisa de ajuda para resgatar Miranda. Selina quase ri, afirma que vai fugir. Bruce então apenas deixa ela com o Batpot. Ou seja: Bruce deu um voto de confiança para Selina sem pedir nada em troca, cabendo a Selina dar o seu próprio Salto de Fé. Sua redenção.

De novo, a direção de Christopher Nolan constrói uma marca única. Já que as cenas de ação são construídas com o máximo possível de efeitos práticos, uso de dubles e principalmente teor dramático sem exagero. E se gosto de descrever como cenas de luta bem coreografadas explicam muito bem personagens, então na Trilogia de Nolan isso vai pras cenas de ação também.

Batman refaz toda a sua estratégia e ataca Bane de dia! Hora que Bane não espera!

Existe uma grande cena de porrada entre os policiais contra bandidos armados com fuzis e tanques e isso me faz lembrar da situação real de policiais contra bandidos. E a própria luta entre Batman e Bane. Onde podemos ver que Batman muda todo o seu plano de luta. Por um momento ele luta exatamente como antes e depois passa a se defender com as duas mãos de cada golpe de Bane. E atacar exatamente na fraqueza de Bane: A Mascara que o ajuda a respirar! Impressionante como poucos repararam isso.


O Ultimo Sacrifício

A partir do final, temos a revelação de que Miranda Tate seria a aliada secreta de Bane. E se os fans ficaram decepcionados por conhecer há anos a personagem, basta entender que em nenhum momento do filme é mencionado que Talia Al Ghoul, filha de Rhas Al Ghoul, estaria viva. Talia esfaqueia Batman pelas costas e o deixa com Bane para morrer enquanto ela explode Gotham.

Evento interrompido pela volta de Selina Kyle, para a redenção dela.

A partir de então temos a caçada a Talia pelas ruas de Gotham em busca do reator. Onde Batman entende um fato grave, ele está morrendo. E isso significa que a única coisa que ele pode fazer em vida é salvar Gotham. E para isso temos uma sequencia inteira que mostra Batman voando por Gotham usando os próprios misseis teleguiados de Talia para destruir os veículos inimigos.

Ao final do filme, a última coisa que Batman faz é usar um cabo reboco para levar o Reator para longe de Gotham. Batman se sacrifica para explodir o reator longe da costa. E como sou malvado, vou deixar o meu review por aqui para que vocês reflitam sobre os acontecimentos do filme, suas lições de vida e seus múltiplos finais.


Curiosidades e observações:

- Christian Bale foi, de longe, o melhor Batman. Além da voz rouca gutural que deu toda uma identidade diferente ao personagem, também participou do máximo de cenas de ação sem dublês durante a saga. Muitas cenas de luta foram feitas com o ator, principalmente com Tom Hardy. Ele também foi o melhor Batman fora das telas e visitou todas as pessoas sobreviventes do massacre na pré-estréia do filme.

- Tom Hardy realmente usou anabolizantes para compor o físico de Bane, que tem toda a sua força e resistência graças à droga Venom. Ele aumentou de tamanho quase 30 kilos e isso o deixou com sequelas para o resto da vida.

- Anne Hathaway , atriz de imenso talento, ajudou a compor uma Mulher Gato de respeito usando muito mais a inteligência e a malandragem para se safar. Uma de suas melhores cenas é justamente a negociação e o tiroteio no bar. No entanto, uma cena me chamou a atenção. Durante a infiltração no esconderijo de Bane, quando Batman começa a espancar um bandido e a atriz sai correndo apavorada. Isso se dá pela atriz quebrar a personagem e sair de perto pra não levar uma porrada sem querer.

- Michael Caine estava deveras debilitado para filmar muitas de suas cenas e foi poupado pelo diretor, que deu um arco simples e profundo ao personagem. Alfred disse que não enterraria outro Wayne. E talvez não tenha enterrado mesmo.

- A maioria das cenas de ação foram feitas na raça mesmo! Desde o inicio do filme com a cena onde o avião é arrastado por outro em pleno até a cena onde o teto do esgoto é explodido e um tumbler cai!

- A maioria da critica sobre as cenas de luta não leva em consideração que eram os próprios atores em cena e que certas porradas foram de verdade!

- Ressalvo sérias duvidas sobre Bane ser apenas o capanga de Tália. Bane tem méritos no planejamento e execução de todo o plano. Foi Bane que venceu o Batman na porrada. De fato, até questiono se Bane deixaria Tália sair viva se soubesse que ela propôs fugir com Bruce Wayne.

- O Beijo da Mulher Gato. Se o romance entre Batman e Mulher Gato pareceu forçado, isso me pareceu exatamente o desespero da própria Mulher Gato. Que achava que iria se dar bem com Bruce Wayne, que foi o único a não tentar agredir ou matar ela, até ser forçada a trair ele. Ele a salvou, lhe deu voto de confiança e ela foi obrigada a assistir Bane destrui-lo. Dai foram meses de remorso até que Bruce Wayne literalmente voltou dos mortos, dar outra chance de confiança, redenção para Selina e pedir para ela SALVAR OUTRA MULHER! Foi o suficiente para a Gata subir pelas paredes! Isso explica toda a sua motivação para agarrar o Batman e dar um beijo naquele morcego safadenho!

- Gosto de comparar este filme a O Poderoso Chefão Parte III, outro filme que fechou uma poderosa saga do cinema e que sofreu muito justamente por ser comparado com os antecessores. Mas basta lembrar que ambos os filmes são obras únicas com seus próprios méritos.

- Batman versus Vingadores. O filme saiu no mesmo tempo de Os Vingadores e foi um sucesso de bilheteria maior que O Cavaleiro das Trevas. Foi uma luta justa. Assista aos dois!

Altamente recomendado


Marcio Strzalkowski

Força e Honra


Posts recentes

Ver tudo

Opmerkingen


bottom of page