top of page
  • Foto do escritorMarcio strzalkowski

Um Lugar Silencioso


Um Lugar Silencioso (A Quiet Place 2018)

Dirigido por John Krasinski

Escrito por John Krasinski, Bryan Woods e Scott Beck


Um filme de terror e suspense onde uma família tem que sobreviver em uma situação em que criaturas muito perigosas perseguem e atacam qualquer coisa através do som. Fazendo com que todo mundo tenha que fazer o mais absoluto silêncio. E assim como outros filmes de terror que se focam em famílias sobrevivendo ao horror, o filme mostra a família recorrendo a mais antiga tática de sobrevivência da história da humanidade: O Machismo



O machismo deste filme é mostrado da forma mais clássica de acordo com nossa cultura. Com um pai amoroso e responsável que é capaz de fazer coisa para proteger a sua família. Uma definição clássica de um ideal onde o pai cuida de todo mundo mesmo com sua própria vida. Seja transformando a própria casa em uma fazenda que se sustenta, produzindo eletricidade e até um aparelho de surdez para a filha ou mesmo enfrentando as ameaças com uma espingarda. É um filme pós apocalíptico onde um grande evento reduz a humanidade ao mesmo nível de sobrevivência da pré história. E se na pré história o homem tinha que proteger a sua família de todo tipo de predador, incluindo ursos, lobos, tigres dentes de sabre e todo tipo de animal selvagem; Neste filme as ameaças são monstros alienígenas do espaço feitos em CGI e que atacam tudo o que faz barulho com uma força descomunal e garras capazes de destroçar até mesmo aço. Monstros cegos, porém com ouvidos extremamente sensíveis.


O respeito a família

O Machismo clássico, a verdadeira atitude de macho, é o respeito a mulher!

É o respeito às crianças e o respeito a familía. Respeito e responsabilidade.

Aqui somo apresentados a família Abbott, composta do pai Lee, um pai amoroso e responsável interpretado pelo próprio John Krasinski.


Sua linda família é composta de sua esposa Evelyn, vivida pela talentosa Emily Blunt que poucas vezes interpretou uma personagem tão forte e ao mesmo tempo tão frágil com todo o talento que a atriz consegue expressar.


Ainda temos o elenco infantil a começar pela filha Regan Abbott (Millicent Simmonds, atriz surda de verdade que ajudou muito o diretor sobre linguagem dos sinais e surdez); Marcus (Noah Jupe) e Beau (o pequeno Cade Woodward). A importância da família também gera o máximo de tensão durante o filme pelo fato de que todos os personagens são importantes. Ao contrário de muitos filmes de terror onde os personagens são descartáveis. Aqui, cada personagem conta para o publico.



A ameaça constante Evitando de contar todo o filme, não vou falar sobre quem morre. Mas que as mortes são muito violentas por causa das criaturas que são recobertas de uma pele duríssima capaz de proteger até de calibres mais altos. As criaturas são muito rápidas, com garras capazes de cortar aço e que localizam suas vitimas apenas pelo som. Sendo uma ameaça constante por conseguirem ouvir a quilômetros de distancia. Até ruídos pequenos podem atrair os monstros! Altamente recomendado!


Por Marcio Strzalkowski

Força e Honra!

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page