top of page
  • Foto do escritorMarcio strzalkowski

Rocky Balboa - O fim da saga machista

Sylvester Stallone, porra!


Terminando com chave de outro a saga machista de um dos personagens mais queridos do cinema!


Rocky Balboa (2006)

Escrito e dirigido por Sylvester Stallone em pessoa


O Campeão que não sabe vencer

O Inicio deste maravilhoso filme mostra a luta do campeão Mason Dixon,

campeão dos pesos pesados, Mason Dixon é constantemente xingado pelo fato de apenas lutar

contra lutadores muito mais fracos. A popular Marmelada a qual muitos lutadores fazem ao chegar no auge.

O próprio Rocky viveu isso quando seu antigo treinado, Mickey, escolhia apenas lutadores fracos para enfrentar Rocky.


O diferencial dos roteiros de Rocky é justamente que nenhum oponente, por pior que seja, jamais foi um vilão. E o maior exemplo, Ivan Drago, no final se mostrou apenas um ser humano com medo e raiva obedecendo ordens políticas.

Outra sacada: Mason Dixon é interpretado pelo campeão real de peso pesado Antonio Tarver!


E para entender sobre o campeão, é preciso entender esse dialogo entre ele e seu antigo treinador Martin:


- Você tem tudo o que o dinheiro pode comprar, menos aquilo que ele não pode: É orgulho!

Orgulho é o que botou o teu rabo entre os campeões, e perder é o que vai te trazer de volta!

- Isso não vai acontecer, não tem ninguém pra me desafiar.

- Sempre tem alguém! Sempre. Quando a hora chegar e você encontrar alguém na sua frente,

alguém que não corre, não foge e que continua a te socar enquanto tu nem consegue respirar.

Tu vai achar essa situação vindo pra cima de ti e isso é bom. Porque é o batismo de fogo!

Você vai passar por isso e encontrar o único tipo de respeito que importa nesse mundo. Respeito próprio!



Adrian - O Coração do Guerreiro

Talia Shire sempre viveu a companheira de Rocky, sua alma gemea com quem escolheu viver.

E este filme apresenta um dos exemplos mais bonitos do respeito que os filmes machistas de verdade tem para com as mulheres. Um romantismo onde a pessoa amada se torna um ideal de paraíso.


Adrian faleceu depois de uma luta dura contra o câncer e Rocky faz questão de relembrar sempre que possível os bons momentos que viveu com ela. Ele visita o seu túmulo todos os anos com direito a ter uma cadeira própria escondida nas arvores. E se temos melancolia e dor pela perda, também conseguimos ver Rocky com gratidão nos olhos ao se lembrar dela.


Poulie, seu irmão vivido por Burt Young, no exato oposto a Rocky, só tem dor e mágoa do passado.

Onde se lembra que tratou Adrian muito mal. É verdade, Poulie sempre foi um escroto.

Mas Rocky e Adrian o amavam. Querendo ou não, Poulie apresentou os dois.

Infelizmente, Poulie ainda sofre muito com o passado e com as memórias de Adrian.



Rocky Legends

Inspirados pela mediocridade das lutas do atual campeão Mason, um programa de TV resolve fazer uma simulação para saber se o atual campeão se daria bem lutando contra Rocky Balboa, que já não lutava há 14 anos.

Para isso, foi usado o game Rocky Legends para Playstation 2 cuidadosamente manuseado por nerds viciados.

E utilizando dos dados das antigas lutas de ambos os lutadores, concluiram que Rocky ganharia sim a luta.


O resultado foi visto por um campeão solitário jogando basquete sozinho enquanto sua casa está cheia de falsos amigos.

E pela primeira vez em muito tempo, o campeão viu uma derrota. E mesmo falsa, foi o suficiente...

Isso foi inspirado em um evento real onde um computador foi usado em um programa The Super Fight (1970) para definir quem ganharia uma luta entre Muhammad Ali e Rocky Marciano.

Depois que o computador deu vitória a Marciano, Muhammad Ali teria dito:

- Esse computador foi feito no Alabama!


Valores familiares

Rocky abriu o seu próprio restaurante e tenta ao máximo manter contato com seu filho Bob que agora é interpretado por Milo Ventimiglia. Ator escolhido por conseguir imitar a boca torta de Stallone.

Bob tem um emprego onde não é respeitado e não se sente bem vivendo a sombra de seu pai famoso.

E sabem o nome do restaurante? É Adrian!


Existe muito sofrimento em Rocky pela perda de Adrian e por não conseguir se comunicar com Bob.

Mas ao mesmo tempo, em uma cena que demonstra a saudade que Rocky tem de Adrian ao visitar

o lugar onde andou de patins com ela, podemos ver Poulie igualmente cheio de dor e vergonha pelo passado.


O valor machista

Uma noite, Rocky adentra um antigo bar apenas para relembrar o passado.

O bar está decadente e caindo aos pedaços, mas Rocky só quer tomar uma cerveja.

A atendente Marie, Geraldine Hughes, vem lhe servir uma bebida e aproveita para conversar.

Marie foi justamente a menina que Rocky levou para casa e lhe deu uma pequena lição de vida no primeiro filme.

Uma lição sobre uma menina nova no meio de rapazes que só sabem usar outras pessoas.

Marie era uma jovem andando com malandros de rua que só queriam se aproveitar dela para conseguir o que queriam.

seja cigarros e bebidas. Seja sexo ou seja drogas e ajuda em crimes.

Uma lição de vida sobre meninas e malandros. Malandros e bandidos sempre usam meninas para terem o que querem.


Curiosamente, no outro canto do bar essa mesma história se repetia com um cara metido a malandro bebendo as custas de outras meninas. Rocky observa enquanto o cara dá um tapa na cabeça de uma menina e a manda vir pedir bebidas pra Rocky. Rocky até tenta falar pra menina não deixar o malandro mandar nela, mas ela apenas xinga ele.


Sentindo que o ambiente estava pesado para Marie, Rocky oferece carona para a moça.

E na saída do bar, o malandro grandalhão aparece querendo briga. Ele xinga tanto Rocky quanto Marie pra brigar. Rocky calmamente coloca Marie dentro do carro e tem uma atitude extremamente machista:

Encarar o grandalhão, pegar ele pelo colarinho e fazer ele pedir desculpas pra Marie!

Uma atitude machista, de macho, que requer valores que não se consegue fingir. Como coragem e responsabilidade.


A Busca pela felicidade

Ao finalmente saber da simulação de Playstation 2 onde ele venceria o atual campeão dos pesos pesados, Rocky começa a pensar em voltar a lutar. Coisa que ele sempre gostou e que o deixava feliz.


Rocky começa a pensar em um evento real pouco mencionado no filme.

Que foi a luta de George Foreman e Michael Moorer de 1994. Foreman tinha 45 anos quando desafiou Moorer de 26 anos e campeão dos pesos pesados. Michael Moorer brincou com Foreman por 9 assaltos seguidos. Era uma vitória fácil para Michael Moorer até o 10 round quando George Foreman entregou um Senhor Soco que veio do nada e nocauteou o campeão!


A última coisa que envelhece numa pessoa é o coração

Antes mesmo de começar pensar em treinar, Rocky decide trazer as pessoas para perto de si.

Convida Marie e seu filho Steps para trabalhar em seu restaurante. Tenta consertar o seu relacionamento com seu filho e tenta ajudar Poulie a superar o passado. Ele até adota um cachorro todo velho, feio e fedorento! O cachorro chamado soco!


E pra finalizar essa etapa de sua vida antes de voltar a treinar, a chave de ouro é se reconciliar com seu filho com um discurso que ficou na história do cinema!


- O mundo não é um mar de rosas; é um lugar sujo, um lugar cruel, que não quer saber o quanto você é durão. Vai botar você de joelhos e você vai ficar de joelhos para sempre se você deixar. Você, eu, ninguém vai bater tão forte como a vida, mas não se trata de bater forte. Se trata de quanto você aguenta apanhar e seguir em frente, o quanto você é capaz de aguentar e continuar tentando. É assim que se consegue vencer.


Agora se você sabe do teu valor, então vá atrás do que você merece, mas tem que estar preparado para apanhar. E nada de apontar dedos, dizer que você não consegue por causa dele ou dela, ou de quem quer que seja. Só covardes fazem isso e você não é covarde, você é melhor que isso.



Meritocracia - A Saga dos Fudidos Parte VI

Cada filme da saga Rocky é uma verdadeira lição de vida passando na Sessão da Tarde.

Você pode deixar passar, pode ver e se divertir ou então pode prestar atenção e realmente aprender.


Rocky finalmente recebe o convite para a luta com o campeão.

O desafio é baseado no respeito mutuo. Metade dos lucros vão para a caridade e Rocky ainda pretende montar o próprio centro juvenil para treinar jovens.


Antes de começar a treinar, Rocky procurou se focar justamente no que era importante. Que era reunir amigos e família.

E quando Rocky finalmente conseguiu sentir que estava tudo bem com as pessoas que ele se importava,ele se sentiu a vontade para ir atrás de seu sonho.

E assim no esporte como na vida, a regra que vale é o mérito do esforço. Improvisar, adaptar e superar.


Rocky vai trilhar o caminho do esforço, do mérito e do enfodecimento.

Dessa vez, treinando com o velho Duke, personagem quase esquecido da saga, treinador de Apollo Creed.


- Para vencer esse cara, você precisa de velocidade, mas você não tem isso. Seus joelhos não aguentam o tranco. Seu pescoço tem artrite, tem cálcio nas juntas e já era treinar com sparring.

Então, o negócio vai ser partir pra cima com força. A velha porradaria. A cavalice.

Socos poderosos que vão machucar até os antepassados dele. Cada porrada tem que fazer ele sentir o trem. Vamos construir algumas bombas doloridas!


O treinamento tem uma das montagens mais rápidas da saga.

Uma das cenas mais legais do treinamento é justamente Rocky refazendo sua famosa corrida subindo os degraus do Museu com o acompanhamento do velho cachorro Soco.


E ao final do treinamento, dias antes da luta, os dois lutadores se encontram numa comitiva de imprensa e conseguem conversar de homem pra homem. Ao final da conversa, Rocky pergunta:


- Hey Campeão, você não fica com um pouco de medo?

- Eu nunca tenho medo.


E neste momento conseguimos ver um sorriso sincero de Rocky.

Quando seu filho pergunta o porque do sorriso, Rocky responde:

- Sabe, você sempre tenta com mais vontade se tem medo. Sempre funcionou comigo.


A última luta de Rocky

Infelizmente agora é a hora em que eu sou malvado e não vou contar o final do flme!

Fiquem curiosos e procurem pelo filme em qualquer plataforma possível!


Lógico, vou contar as curiosidades dessa última luta:


- A luta realmente foi filmada em um estádio antes da luta entre Bernard Hopkins e Jermaine Taylor.

Toda a platéia, jornalistas e equipe apareceram no filme que foi filmado em Mandalay Resort and Casino em Las Vegas. De fato, Sylvester Stallone pensou que iria ser vaiado pela plateia ao entrar.

Mas não teve jeito, ao entrar, a plateia se levantou sozinha e começou a gritar ROCKY, ROCKY!


- Só de sacanagem a equipe de efeitos especiais colocou Sylvester Stallone como ele mesmo

na plateia assistindo a luta de Rocky.


- Sylvester Stallone e Antonio Tarver realmente se acertaram socos de verdade durante a luta.

A luta foi tão realista que uma das cenas onde Rocky cai e precisa se apoiar nas cordas aconteceu de verdade. Antonio Tarver realmente nocauteou Stallone!


- Mike Tyson aparece para provocar Antonio Tarver. A brincadeira foi tão boa que as provocações foram improvisadas.


- O filme tem 2 finais na versão em DVD e você pode escolher o seu final preferido.


Por Marcio Strzalkowski

Força e Honra!

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page