top of page
  • Foto do escritorMarcio strzalkowski

O Justiceiro



Frank Castle é um personagem casca-grossa, machista e reacionário que resolveu passar o resto da vida punindo criminosos pelo que aconteceu com sua família. Morta por mafiosos! E embora o personagem tenha uma ótima trajetória nos quadrinhos, o cinema conseguiu brindar os fãs com três filmes do mais baixo orçamento sobre o personagem. E que mesmo assim, todos os filmes conseguiram literalmente tirar leite de pedra! Sendo ótimas recomendações de diversão! Vamos ao review dos filmes, do seriado e dos games!



O Justiceiro (The Punisher 1989) Dirigido por Mark Goldblatt Escrito por Boaz Yakin Dolph Lundgren, porra! Filmaço trash da porra com o maior absurdo número de erros! São microfones aparecendo em cena; Dublês morrendo duas, três vezes; cenário se quebrando; atuações pavorosas e mais uma infinidade de tosqueiras! Mas mesmo assim é um filme foda! Mesmo que a famosa camisa do Justiceiro não apareça no filme, Frank Castle ainda é muito bem retratado como ex-policial (O Justiceiro sempre foi retratado como ex Boina Verde, mas os filmes não podem ficar retratando o personagem como veterano de uma guerra que aconteceu a 40 anos). Frank Castle viu a sua família ser massacrada por mafiosos que saíram impunes e por isso resolveu sair as ruas para punir os criminosos deixando uma trilha de cadáveres. Entre os elementos que salvam o filme estão com certeza a diversão com que este filme foi feito. O qual possui todo um clima que lembra filmes fodas como as continuações de Desejo de Matar. Embora da metade para o final exista absurdos sobre a máfia japonesa, o filme se leva a sério como filme policial e pode sim ser considerado um dos melhores filmes inspirados nos quadrinhos da Marvel antes dos personagens irem para super-produções. Sim, O Justiceiro ainda é bem melhor que a maioria dos filmes da Marvel nos anos 80!

O Justiceiro (The Punisher 2004)

Dirigido por Jonathan Hensleigh Escrito por Michael France e Jonathan Hensleigh Baseado em obras como O Justiceiro: Ano Um e Bem vindo de volta, Frank.


O que dizer sobre este filme?

Este filme de 2004 com Thomas Jane, por exemplo, teve mais da metade de seu orçamento apenas para contratar John Travolta como vilão. Não tendo nem como fazer filmagens em Nova York.


Mas isso intimidou alguém?

Que nada! O Diretor e os produtores levaram toda a sua equipe para Porto Rico e promoveram o melhor que conseguiram. A cena onde os mafiosos matam a familia de Castle é um show de pirotecnia e dublês que mostrou toda a família sendo massacrada com direito a matar tios, cunhados, primos e outros parentes de terceiro e quarto grau!


Outra cena que chama muito a atenção é a hora onde Frank enfrenta o Russo! Um show de violência vindo das páginas escritas por Garth Ennis. Onde a porrada come solta e os dois praticamente destroem o apartamento do Justiceiro!


Assim como o filme também se sustentou em sacadas bem inteligentes até o final. Como a cena da tortura e o plano do Justiceiro para o final. Recomendado!

O Justiceiro - Zona de Guerra (Punisher - War Zone 2008) Dirigido por Lexi Alexander Escrito por Nick Santora, Art Marcum e Matt Holloway Terceiro filme com o personagem e o terceiro para completar a maldição. Pela terceira vez é um bom thriller policial cheio de ação, violência, tiroteios de encher os olhos, orçamento mínimo e pela terceira vez considerado como um filme fraco. Principalmente que não tem grandes nomes no elenco. Desta vez o Justiceiro é interpretado pelo ator Ray Stevenson. Desta vez trouxeram um mafioso conhecido do universo Marvel: Retalho! O personagem mais ressuscitado dos quadrinhos da Marvel! Billy Russoti é um mafioso apaixonado pelo próprio rosto que um dia teve o azar de trocar tiros com Frank Castle, que o jogou em um moedor de vidro. Mas o coisa-ruim não morreu, apenas ficou completamente desfigurado. Ele então resolve bolar um plano para tomar o poder na máfia e se vingar do Justiceiro.

Billy resolve então resgatar o irmão psicopata do hospício e colocar seu plano em ação com muita violência.


Como mencionei antes, este filme tem cenas de tiroteios e violência de encher os olhos!


A premissa do personagem é super simples e muito utilizada em bons filmes policiais.

Estes três filmes são divertidos de se ver.

As obras originais O Justiceiro foi criado por Gerry Conway, Ross Andru e John Romita como um vilão que aparece nas histórias do Homem Aranha. Mas o publico simplesmente adorou o personagem anti-herói que procurava matar criminosos e mafiosos. Rendendo assim uma revista própria, inúmeras boas histórias e mais tarde até um selo próprio adulto na Marvel. A Marvel Max! Em todos estes anos, Frank Castle foi presenteado com grandes histórias escritas por Frank Miller, John Romita e principalmente por Garth Ennis! Toda a obra de Garth Ennis para o Justiceiro merece ser lida! De fato, uma série baseada nas obras de Garth Ennis seria um sucesso na TV mesmo sendo pesada demais!



Os Games Curiosamente, o Justiceiro conseguiu sempre ter ótimos jogos de video game.

Seja para Nintendo de 8 Bits, Mega Drive, Arcade e chegando em um dos games mais brutais para Xbox, Playstation 2 e PC. The Punisher de 2005 é absolutamente brutal!




Justiceiro na boquinha de fumo

Gameplay do Salsichão do Amor com o ultra violento e reacionário Game The Punisher de 2005! Aproveitando para explicar e demonstrar perfeitamente o significado de reacionário!




O Justiceiro

Seriado de 2017 na Netflix é uma produção feita para macho!

Aqui, o Justiceiro é interpretado por Jon Bernthal. O seriado tem uma ligação forte e profunda com o seriado de O Demolidor e merece uma boa maratona! Altamente recomendavel! Por Marcio Strzalkowski

Força e Honra!


Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page