top of page
  • Foto do escritorMarcio strzalkowski

Mr Jones – A Sombra de Stalin

Filme sobre um personagem que ficou desconhecido na história perante o horror que ele denunciou ao mundo. Nada menos do que o Holodomor, o genocidio de Stalin pela fome contra a Ucrânia!


Mr Jones – A Sombra de Stalin (Mr Jones -2019)



Dirigido por Agnieszka Holland

Escrito por Andrea Chalupa


A Mascara da Morte Rubra

História escrita por Edgar Allan Poe e publicada em 1842. Conta a história de um príncipe que simplesmente decide isolar a si mesmo e a seus mais estimados amigos da nobreza em seu castelo enquanto o povo sofre de uma praga chamada de morte vermelha, ou morte rubra. A doença misteriosa é chamada de morte vermelha por fazer o sangue sair de todos os poros da vitima antes de a matar. Ele fecha completamente o castelo ignorando seu povo e vivendo da luxuria lá dentro.


Livro recomendado ao jornalista Gareth Jones ler antes que seja proibido em Moscou em 1933

Ganhou um filme com Vicent Price em 1964, no Brasil, o titulo foi traduzido como A Orgia da Morte.



O filme retrata a viagem do jornalista Gareth Jones para a Ucrânia em 1933 onde ele vivenciou nada menos do que o holodomor. O genocídio comunista pela fome ocorrido de 1932 até 1933. Acompanhe o review deste filme e uma comparação com os eventos reais.


Mistério, intrigas politicas e assassinato

O filme narra toda a trajetória do jornalista para dentro de uma jornada de horror real. O mundo ainda vivia a crise financeira mundial de 1929, o jornalista Gareth Jones (interpretado por James Norton) tinha o trunfo de que já havia entrevistado ninguém menos que Hitler e Goebbels, denunciando que os monstros socialistas estavam planejando a próxima guerra na Europa.

No entanto, Gareth Jones perdeu seu emprego mesmo assim. E perdendo o seu emprego, Gareth Jones decidiu fazer uma incursão internacional para Moscou. Afinal, no mundo inteiro existia a questão da economia com países inteiros quebrados e a União Soviética afirmando mil riquezas. Os números não batiam.

Para chegar a Moscou, o único hotel onde poderia ficar é o Metropol, 5 estrelas e completamente controlado pelo governo. E foi quando o Senhor Jones se descobriu em meio a uma trama de mistério, intrigas politicas e assassinato. Antes mesmo de chegar, telefonemas eram escutados constantemente e até cortados para evitar que os hospedes comentassem certos assuntos. Especialmente o assunto do momento. Paul Klebb, grande amigo do Senhor Jones e que conseguiu até mesmo sua entrevista com Hitler, foi assassinado do lado de fora do Hotel Metropol. Na sua chegada ao Metropol, havia até três velas acesas no chão da rua, o Senhor Jones nem fazia ideia de que eram para seu próprio amigo.

Telefonemas cortados, espiões por todos os lados e o assassinato misterioso de outro grande jornalista.


Luxuria sem fim

Senhor Jones é convidado para uma festa na casa de Walter Duranty, Peter Sarsgaard, jornalista americano vencedor de um Pulitzer e responsável por toda fonte jornalística que saísse de Moscou para o mundo. Em sua festa existe orgia, drogas e putas. Onde em conversas com outros jornalistas, descobre que tudo ali é uma prisão de luxuria para manter os jornalistas apenas em Moscou. E então é citado o livro A Mascara da Morte Rubra de Edgar Allan Poe. Onde os poucos nobres são isolados do povo que sofre com a morte rubra.

Walter Duranty aparece em pessoa, pelado como nasceu, vestindo apenas o suporte médico de sua perna quase aleijada. Walter chega a chamar um homem para tentar seduzir o Senhor Jones com sua viadagem enquanto Duranty desvia das perguntas sobre como o Kremlin prende jornalistas em Moscou. Perguntas incomodas sobre como a União Soviética conseguiu duplicar a produção de suas fazendas. Perguntas sobre censura, perguntas sobre perseguição, sobre o assassinato de Paul Klebb.


Era tudo um disfarce!

A luxuria mantinha os jornalistas a vontade em Moscou para que evitassem procurar a verdade. Drogas, bebidas, putas, jogos e até viadagem. Era como o covil de um vampiro onde os jornalistas poderiam esquecer que seriam seguidos por espiões dia e noite. O hotel de luxo e segurança onde um jornalista pode morrer em um assalto.

Outra dica é a própria presença de um homossexual em Moscou. A doutrinação socialista esconde, mas nos anos seguintes Stalin os colocaria todos em trens para campos de concentração, trabalhos forçados e extermínio.


Um romance sincero

O filme nos apresenta o relacionamento de Senhor Jones com Ada Brooks, vivida pela atriz Vanessa Kirby, a secretária de Duranty. Seguidos até a sua casa por um espião a plena vista, Ada precisa disfarçar ao máximo a conversa para que não sejam escutados em casa. Ela liga a vitrola e convida o Senhor Jones para uma dança onde revela que Paul Klebb foi assassinado com quatro tiros nas costas sem nenhum roubo.

Durante este relacionamento, Senhor Jones decide fazer uma fuga rápida, se muda do luxuoso hotel para um humilde muquifo onde conseguiria ser menos espionado. Faz seu plano e depois volta para Ada para usar sua maquina de escrever. Ele poderia usar qualquer maquina de escrever, mas usou a oportunidade para falar com ela citando o poema galês A Batalha das Arvores onde o Feiticeiro Gwydion enfeitiça arvores para lutar como um exercito.

Depois de encantar Ada com a poesia, ele revela seu plano secreto escrevendo na maquina sobre ir para a Ucrania. Ela lê e queima lentamente o papel. Existe uma cumplicidade em relação a eles que vai contra tudo o que foi mostrado no filme em relação a orgia de sexo e drogas na casa de seu chefe, Duranty.


Imagem real de uma nota de 1000 Rublos Comunistas de 1917. Bem no centro da imagem está um dos primeiros simbolos adotados pelo socialismo na Europa.


Nota de 10000 Rublos Comunistas de 1918. Ao centro, de novo temos a imagem de um dos primeiros símbolos do socialismo na Europa. Sim, ambas notas do Rublo Comunista possuíam SUÁSTICAS!


O Progressismo pelo genocídio

Ada, Duranty e outros personagens questionam sobre como eles poderiam estar errados sobre o socialismo. Eles acreditam que o socialismo é o progresso, o progressismo, que é um fenômeno que acabaria com o capitalismo e iria levar o mundo para um ideal igualitário. Ada acredita nisso, Duranty acredita nisso, os nacional socialistas acreditam nisso, os fascistas acreditam nisso e até mesmo George Orwell que aparece neste filme escrevendo seu clássico A Revolta dos Bichos. Ele acredita nisso.


O Discurso sobre o capitalismo burguês ser opressor e que uma luta de classes iria colocar o proletariado no poder para distribuir igualdade é evidência histórica de que fascistas, nacional socialistas e comunistas acreditavam nas mesmas besteiras. Este é o pensamento que formou a Esquerda socialista durante o último século.


Nenhum conservador acredita nesses ideais! Nem conservadores, nem anarco-capitalistas, nem libertários e até mesmo os liberais de verdade não acreditam nestes ideais.

E isso mostra como personagens como Ada, Duranty e George Orwell demoram a acreditar que Stalin não é o homem do futuro. Mais de um século se passou e a esquerda socialista continua apoiando regimes genocidas como Cuba, China e Coreia do Norte. Até a fome e miséria de países na fronteira do Brasil como Venezuela e Argentina são apoiadas pela esquerda socialista.

Eles acreditam que o socialismo é um ideal acima deles. Ada é incrédula que esteja errada mesmo que seu amigo tenha sido um sacrifício humano.

Sua despedida é amarga, pois é uma mulher lutando para não se apaixonar por um homem que em breve estará morto.


O Trem da Fome para a Ucrânia


Senhor Jones pegou um trem para a Ucrânia. E logo percebeu que o trem de luxo era uma farsa com um espião que lhe contava mentiras sobre meninas que podiam ver filmes de graça no cinema. Senhor Jones esperou o espião beber e dormir para pegar outro trem na Estação seguinte. Foi como sair de um mundo e entrar em outro.

Gareth Jones nem fazia ideia do quão errado ele estava em apenas descascar uma maça e jogar as cascas na lixeira na frente de crianças. Crianças famintas rapidamente pegaram as cascas.

Percebendo que entraria em território cada vez mais perigoso, Senhor Jones decide comprar o casaco de um homem pobre para se disfarçar na multidão. Mas o homem não aceitou dinheiro. O dinheiro não tinha nenhum valor. Tudo o que o homem pediu foi pão.

Ao sair do trem, Senhor Jones simplesmente viu uma pessoa caída no chão. Morta como se ninguém ligasse. Era outro mundo. Era a Ucrânia.



Os fatos e o filme

O filme usou de um formato cinematográfico impressionante que realmente parece um filme de horror feito da maneira correta. Jornalista aventureiro adentrando mais e mais em uma espiral de loucura de um governo ditatorial paranoico cheio de segredos. Ele arrisca absolutamente tudo para descobrir a verdade e assim revela um horror escondido para o mundo.

A partir daqui, farei um paralelo entre o filme e os fatos narrados.

O verdadeiro Gareth Jones já sabia de diversos podres da União Soviética desde 1930. Era conhecido e vigiado no pais por artigos que Stalin queria censurar. Relatando a fome na antiga Russia em 1931. Na realidade, foram três viagens para a Ucrânia entre 1931 e 1933. Escrevendo diários constantes de suas viagens.

No filme, Gareth encontra pela primeira vez um local cheio de caminhões recolhendo grãos, trigo e toda a comida. Ele mesmo carrega alguns sacos enquanto pergunta sobre para onde iria a comida toda. Logo em seguida ele seria denunciado como espião e perseguido. Diversos tiros seriam disparados e ele correria pela sua vida em meio a quilômetros de neve. Nos fatos, foram dias de trabalho coletando estas informações para então ser denunciado e perseguido.


Em um de seus diários da fome...

“Caminhei por aldeias e doze fazendas coletivas. Em toda parte se gritava: - Não há pão. Estamos morrendo! – Esse grito veio de todas as partes da Russia, do Volga, da Sibéria, da Russia Branca, do Norte do Caucasso e da Asia Central."


Vilas e cidades vazias. Foram quilômetros percorridos com poucas almas humanas. Em uma das cenas do filme, conseguimos ver o Senhor Jones comendo uma maça já em estado de decomposição. Existia frio e fome para todos os lados que se olhava. Crianças cantavam uma canção com vozes lindas como anjos.

“A fome e o frio estão em nossas casas, sem nada para comer e nenhum lugar para dormir. E o nosso vizinho perdeu sua cabeça e devorou os próprios filhos.”


Uma das cenas mais fortes é ver homens arrastando uma carroça com cavalos. A carroça carregava corpos como nas velhas histórias medievais sobre pragas. Havia um corpo morto na neve e o choro de uma criança. Uma mãe morreu deixando o seu bebe no frio e na fome. Diante dos olhos dele, os homens simplesmente colocaram o bebe no carro junto com os mortos. Ele não iria a lugar nenhum que seja diferente de sua própria mãe.



Vivendo a fome e o frio, só restou ao Senhor Jones comer a casca de uma arvore para matar a fome.


Kolya

Amparado por algumas crianças que o encontraram, ele recebeu um pedaço de carne para comer em meio a tanta fome e frio. Quando perguntado sobre de onde veio a carne, a menina falou apenas “Kolya”. Incrédulo, ele fez mais perguntas. Kolya era o irmão das crianças. Senhor Jones não queria acreditar, ele se dirigiu até a porta da rua e percebeu o corpo do menino Kolya preservado na neve.

Todas as histórias sobre comunistas comerem crianças é verdade! A fome obrigou Milhões de pessoas famintas a devorar suas crianças mortas.


A Fila do pão

No capitalismo, pães esperam pessoas. No comunismo, pessoas esperam por pão em cidades onde mortos se misturam a neve. Às vezes brigando por pão como animais selvagens.

Quando perguntado sobre o que aconteceu, uma mulher lhe explicou que foram os comunistas. Que eles estão matando os Ucranianos aos Milhões com a fome.


“Minha primeira evidência foi coletada de observadores estrangeiros. Uma vez que o Sr Duranty introduz os cônsules na discussão, algo que eu detesto fazer, pois eles são representantes oficiais de seus países e não devem ser citados, posso dizer que discuti a situação Russa com, entre vinte e trinta cônsules e representantes diplomáticos de varias nações, e que suas evidências apoiaram meu ponto de vista. Mas eles não tem permissão de expressar suas opiniões na imprensa e, portanto, permanecem em silencio.”

Gareth Jones, Balanço do Plano de Cinco Anos. Noticias financeiras, 11 de Abril de 1933.


Uma das últimas coisas que o Senhor Jones viu na Ucrânia foi um saco sendo colocado por sua cabeça.


A Chantagem Internacional

Para ter o silencio de Gareth Jones, diversos engenheiros foram presos e seriam usados como barganha para que ele nunca conte a verdade. Ele teve que aceitar isso e foi expulso da União Soviética. Para nunca mais voltar.


Na saída da União Soviética, ele até mesmo se encontrou com Duranty. Que trabalhou o tempo todo para os comunistas. E aqui eu explico o outro lado de Duranty. Afinal, ele é o jornalista e editor de um jornal no meio da União Soviética de Stalin! Trabalhar contra Stalin não é escolha para o jornalista, principalmente pelo fato de que seu filho não pode sair do pais. Isso justifica as ações de Duranty? Lógico que não. Milhões morreram.


A Revolução dos Bichos

Existe um encontro entre o Senhor Jones e um desconhecido chamado de Eric Blair, mas ninguém o conhece por esse nome. Eric Blair entraria para a história com o nome de George Orwell. E o relato do Senhor Jones iria inspirar muito o livro clássico de A Revolução dos Bichos, onde o próprio George Orwell iria criticar a revolução comunista na União Soviética. Revolução que ele mesmo amava.

Quando o Senhor Jones decidiu contar a verdade, diversos jornais decidiram publicar acusando Jones de estar mentindo. Inclusive Duranty. Ele foi desacreditado por todos e até despejado de sua casa.

Após ele contar a verdade, todos os reféns foram enviados de volta para suas casas em troca dos Estados Unidos reconhecerem a União Soviética como legitima.

Foi então que o Senhor Jones decidiu fazer algo inesperado, ele foi conversar com William Randolph Hearst. Que publicava jornais rivais aos que desacreditaram o Senhor Jones.

E foi assim que o mundo conheceu os horrores de Holodomor. Holodomor que em Ucraniano significa Mortos pela Fome.



Homenagens póstumas


Gareth Jones foi homenageado em 2 de Maio de 2006 com uma placa trilingue em inglês, galês e ucraniano na Universidade de Aberystwyth.

Foi homenageado com a Ordem do Mérito Ucraniano no Westminster Central Hall, pelo Dr. Kharchenko, em nome de O presidente ucraniano, Viktor Yushchenko.

Os diários de Senhor Jones registrando o genocídio feito pelo comunismo na Grande Fome Soviética de 1932–33 foram exibidos pela primeira vez na Biblioteca Wren do Trinity College, em Cambridge. Novembro de 2009.


Filmes sobre o Holodomor

The living - de Serhii Bukovs'kyi em 2008

Holod 33 / Famine 33 - de Oles Yanchuk, 1991 (disponivel legendado no youtube)

Hitler, Stalin e Mr Jones - de George Carey em 2012


A Revolução dos Bichos - Escrito por George Orwell

Faz uma grande critica a revolução comunista na Russia.


Recebeu um desenho animado em 1954 e um filme em 1999


Por Marcio Strzalkowski

Força e Honra!

Posts recentes

Ver tudo

header.all-comments


bottom of page