top of page
  • Foto do escritorMarcio strzalkowski

Conan - O Bárbaro


Em 1932 o escritor Robert E. Howard dizia que começou a escrever ameaçado pela presença fantasmagorica de um grande e ameaçador guerreiro pré-histórico segurando um poderoso machado. E a promessa de uma morte violenta o levou a escrever sobre aquele bárbaro a partir de memórias que atravessaram o tempo. Nascia assim um dos mais importantes e influentes personagens machistas do Século XX: Conan, O Bárbaro! Que em 1982 foi aos cinemas! E este filme envelheceu como whisky! Venceu o barreira do tempo e hoje deve ser desfrutado como um grande clássico do cinema. Portanto, separe uma noite só para você, compre uma bebida cara, de bom gosto e assista a este filme! Vamos a mais um review Machista! Conan O Bárbaro (Conan The Barbarian 1982) Dirigido por John Milius Escrito por John Milius e Oliver Stone


"Aquilo que não me mata, me fortalece." Friedrich Nietzsche A frase de Nietzsche ilustra bem o que acontecerá durante o filme, mas nada podia preparar o publico em 1982 para o verdadeiro começo deste filme. Onde podemos presenciar o aço ainda quente sendo derramado na forma de uma poderosa espada sob a musica de Basil Poledouris! A verdade vem forte como os golpes do martelo contra o aço quente: Este filme é uma verdadeira Ópera! E merece que o espectador preste um pouco mais de atenção na musica para apreciar o filme. O filme começa mostrando um pouco da infância de Conan, da ligação que ele tem com o enigma do aço e sobre o seu Deus Crom. O qual nas histórias originais é um deus que fica em cima das montanhas da Ciméria lançando maldades para todos os lados. Quando um cimério rezar para Crom, Crom lhe jogará mais dificuldades para que então o Cimério se fortaleça com a superação! Este começo de filme mostra as bases da família de Conan junto com a formação da espada de seu pai!

Porém, em pouco tempo a vila onde Conan vive acaba cercada por bandidos. E como este filme se trata de uma Ópera original, aqui temos a aproximação dramática dos invasores e o horror do ataque pontuada pela musica Riders of Doom! Os invasores atacam violentamente a vila de Conan em busca do segredo do aço. Mas dentre toda a matança o pequeno menino Conan reconhece o seu pai reagindo e matando bandidos com sua espada. Assim como podemos reconhecer dois perigosos bandidos entre o ataque. São eles Rexor (vivido por Ben Davidson) e Thorgrim (vivido por Sven-Ole Thorsen). Ao final temos o fim do pai de Conan devorado vivo por cães e Conan sozinho com sua mãe. O que chama a atenção neste momento é a aparição do líder dos bandidos. Interpretado pelo grande ator James Earl Jones. A cena do impasse entre o líder dos bandidos e a mãe de Conan (Interpretada pela belíssima modelo Nadiuska) é tensa. Mostrando a crueldade do mundo para o pequeno Conan. Em poucos minutos, Conan viu seu mundo inteiro mudar! Sua vila foi queimada, seu pai foi morto por cães ferozes, a espada de seu pai roubada e usada finalmente para decapitar a sua mãe enquanto ela segurava a mão do filho.

ESMAGAR OS SEUS INIMIGOS, VÊ-LOS FUGIR PARA SEMPRE E OUVIR O LAMENTO DE SUAS MULHERES! Conan e todas as crianças foram levadas pelos bandidos e sentenciados a escravidão. O que significa para Conan ser colocado para ser a força motor de uma enorme roda. Provavelmente usada em um dos processos mais antigos para extrair água de minas. Conan é colocado junto a todas as outras crianças para fazer este processo. E com o tempo a roda é mostrada com cada vez menos crianças. Algumas morrendo pelo cansaço, outras com destinos diferentes. Até que finalmente Conan é mostrado como um adulto solitário e fortalescido pelo peso da roda. Interpretado por ninguém menos que Arnold Schwarzenegger! Que fez o filme sem nem falar inglês direito! Conan então, tem o destino pior ao ser comprado apenas para lutar em uma arena pelo divertimento de outras pessoas. Jogado na arena sem experiencia, ele rápidamente é atacado e ferido. Porém, mesmo apavorado de medo, Conan acaba reagindo quebrando o braço de seu oponente e usando a parede para arrebentar seu crânio com capacete e tudo! E é neste momento em que Conan se transforma em um Gladiador cujo proposito é apenas a luta e as vitórias... E aqui percebemos que a Testosterona é vermelha como sangue! Conan se joga em um mundo de violência em combates que não fazem o menor sentido para ele. Aqui também presenciamos que Conan tem uma pose para fazer em suas vitórias onde cruza seus braços agradescendo a boa luta. Sendo o melhor guerreiro, Conan acaba sendo enviado para terras do oriente onde recebe da melhor educação. Foi treinado, aprendeu a ler, desfrutou de poesia de Khitai, da filosofia, sentou-se a mesa com guerreiros sábios e finalmente acabou sendo apresentado aos prazeres das mulheres. E agora uma analise critica: Conan é um anti-herói nascido e criado em um mundo violênto onde a vida humana não tem sentido. Foi treinado para ser uma maquina de matar e de repente foi apresentado a uma mulher em sua cela. O que Conan faz? Conan é educado com ela! Ele a acolhe sabendo que ela não quer estar ali, que ela tem tanto medo dele quanto ele teve na primeira vez que entrou em uma arena. Conan lentamente a acolhe, a abraça, cobre sua nudez e a protege dos olhares curiosos. Isso acontece justamente porque homens machistas de verdade também são homens educados e romanticos! Pois os valores machistas que existem desde a pré história levam os homens a serem valentes guerreiros assim como a serem pais e maridos amorosos! E Conan é um exemplo machista de guerreiro valoroso cheio de coragem que come as mulheres com muito carinho! A ESPADA SELVAGEM DE CONAN Uma noite, porém, Conan é acordado por seu mestre que o liberta da escravidão. O filme então faz mensão a inumeros contos Originais que Robert E. Howard escreveu. Como a parte onde Conan precisa fugir no meio do inverno de uma matilha de lobos, vale lembrar que nos bastidores do Filme; Arnold realmente se machucou enquanto tentava fugir, pois, um dos cães o alcançou! Conan então se vê forçado a buscar abrigo em uma cripta e a finalmente encontrar a sua já famosa espada! Outra parte muito interessante é o encontro entre Conan e uma bruxa. Onde a mesma faz revelações sobre o seu futuro e sobre os caminhos que precisa trilhar. Conan não parece entender no começo, mas quando ela cita os homens que mataram sua família, Conan prontamente se interessa. Mas então a bruxa promete lhe dizer o que ele quer saber, mas tudo tem um preço! E o preço é sexo selvagem! O interessante desta parte do filme é que ela veio diretamente das páginas escritas por Robert E. Howard. Onde a Bruxa é simplesmente conhecida como Elemental do Fogo e interpretada por Cassandra Gava. E apesar de parecer ser uma cena de sexo jogada na trama, ela faz uma ligação entre o mundo de Conan e a Magia. A qual é extremamente perigosa e traiçoeira. Tanto é que a bruxa gostou tanto do sexo que começa a ter orgasmos que revelam que Conan encontrará o que quer em Zamorra! Mas tudo tem um preço e depois do orgasmo ela começa a mudar de forma. Garras e dentes afiados tentam estraçalhar Conan enquanto ele luta para se desvincilhar. E então a joga contra o fogo onde ela se livra de sua forma humana definitivamente e corre para a floresta.

A AMIZADE E O AMOR Conan então acaba conhecendo dois grandes guerreiros no caminho para Zamorra. Subotai (Gerry Lopez) que é o amigo guerreiro Irkhaniano ladrão com grandes habilidades com o arco. E Valéria(Sandhal Bergman), A guerreira Viking por quem Conan se apaixona. E sempre vale a pena falar sobre a pequena mensagem da importancia da amizade e do amor na vida de qualquer pessoa. Os três resolvem roubar a mesma Torre da Serpente na mesma noite e o roubo mostra o tipo de culto profano ao qual enfrentariam. O culto venera o Deus Set da Stigia (futuro Egito) e prega o desapego ao material assim como doar tudo o que tem para o culto! Que venera até mesmo o sacrificio humano! Os três roubam uma grande quantidade de pedras preciosas, mas a ação começa quando Conan vislumbra uma camara com uma cobra gigante (comparavel em tamanho com a Titanoboa) guardando uma jóia chamada de O Olho da Serpente. Enquanto isso Valéria presencia o ritual onde uma jovem se prepara para se jogar em sacrificio para a enorme serpente! Conan então percebe na parede o brasão de duas cobras usado pelos bandidos que mataram a sua família, queimaram a sua aldeia e o venderam como escravo. Os bandidos começaram um perigoso culto muito poderoso e Conan entende isso o asfixiando como uma enorme serpente. Conan e Subotai entram em um confronto com a silenciosa Serpente e a matam. E a fuga dos três trás o ódio do Culto! Mas os três se divertem muito gastando o fruto do Roubo! Subotai decide se dedicar a sua paixão por mulheres feias enquanto Conan e Valéria se aproximam. Inclusive, Conan dá a Valéria o Olho da Serpente. Que será seu amuleto!

REI OSRIC Conan, Subotai e Valéria são então capturados e levados perante o Rei Osric. A cena é até cômica pois Conan é mostrado bêbado com a cara afundada em sua própria sopa. Já na sala do trono o rei pergunta por Subotai, mas Valéria afirma que o mesmo morreu nos jardins. A fala é interessante pois além de mostrar a lealdade de Valéria; ainda entregam uma referencia ao conto Original que inspirou a sequencia da Torre da Serpente: O Conto Original de A Torre do Elefante por Robert E. Howard. A referência dos Leões nos Jardins da Torre! Os três sào apresentados diante do Rei Osric, que faz questão de lembra-los que são ladrões. E então parabeniza os três por terem entrado na Torre da Serpente e roubado Thulsa Doom! E não bastando, Max von Sydow dá um verdadeiro show interpretando o Rei Osric! Tudo porque Thulsa Doom vem usando sua influencia para jogar filhos e filhas contra seus próprios pais. Sua religião prega respostas que não correspondem aos fatos, o ódio por quem não se converte e o sacrifício em nome de Set! E o pior de tudo é que a Princesa em pessoa se converteu a religião de Thulsa Doom e partiu com ele para a Montanha do Poder. E por isso que Osric chamou os únicos três ladrões em toda Zamorra que conseguiram roubar Thulsa Doom. Para resgatar a sua filha. Ele oferece inúmeras pedras preciosas para isso e deixa um aviso para o futuro... "Chegará um momento quando as pedras cessarem de brilhar, quando o ouro perder o seu valor, quando a sala do trono se tornar uma prisão, e tudo o que restará será o amor de um pai por seu filho." A PROCURA DA VINGANÇA Sob a luz de velas, Valéria tenta convencer Conan a abandonar o resgate da princesa. Argumenta que não vale a pena ir atrás de Thulsa Doom. Ela confessa seu amor a Conan e lhe implora para não ir. Mas Conan decide abandonar seu amigo, abandonar seu amor e ir em busca de respostas e vingança. Ele parte sozinho para a Montanha do Poder de Thulsa Doom. Ele encontra no caminho um poderoso cemitério mistico carregado de magia e mistério. Guardado por guerreiros mortos há muito tempo. Lá ele encontra um mago sem nome interpretado pelo ator Mako. O qual revela alguns dos mistérios daquele solo sagrado. Ultimo descanso de reis, o lugar mais alto não tem oxigênio para o fogo. E Conan pergunta afinal: Por acaso aqui crescem flores? Huahuahuahuhauhauhuahuahhua E depois da risada, Conan abre mão de sua armadura e sua espada para usar roupas simples e flores para se infiltrar na Montanha do Poder. E para se infiltrar entre os fiéis de Doom, a cena é hilária! Primeiro um sacerdote chega de mansinho em Conan, diz para ele não ter medo, faz questão de elogiar e passar as mãos no peitoral dele. Assédio sexual do mais sem-vergonha! E é então que o ator Arnold Schwarzenegger faz um sorriso completamente impagável! Vale a pena rever o filme só pra rever o sorriso de Schwarzenegger! - Com licença seu sacerdote do assédio sexual, não posso falar aqui com você porque tem muita gente, mas vamos ali no cantinho pra eu te dar uma porrada, roubar as suas roupas e me infiltrar nessa porra aqui... Porradas depois, Conan se infiltra entre os Fiéis e temos um vislumbre do poder de Thulsa Doom! Sua Montanha do Poder cheia de fiéis, de soldados, de estátuas e de uma enorme escadaria que levam até o seu templo! E então Conan pode finalmente ver Thulsa Doom em pessoa! Mas isto dura pouco pois, Conan acaba sendo reconhecido e capturado! Torturado e interrogado por Thulsa Doom, Conan pede por respostas sobre o porque matou seus pais e queimou sua aldeia. E Thulsa Doom lhe dá as respostas explicando suas convicções de forma religiosa. Depois de passar anos matando, saqueando, estuprando e escravizando pessoas para descobrir o enigma do aço, Thulsa Doom entendeu que a carne é mais forte que o aço. Principalmente na forma de uma religião que transforme pessoas comuns em soldados intolerantes! E para provar seu ponto de vista maníaco: Ele pede a uma jovem que se jogue de um penhasco! E terminando seu interrogatório, Doom manda que Crucifiquem Conan na Árvore da Aflição... A cena seguinte é competamente retirada do Conto A Maldição da Lua Crescente(A Witch Shall Be Born) e mostra Conan crucificado e abandonado no meio do deserto. Com destaque para a presensa constante de abutres. Conan tem alucinações, sofre insolação e ao final acorda com um abutre mordendo seu ombro. E Conan então o mata com os próprios dentes! E então Conan vê o velho amigo Subotai correndo no deserto para salva-lo.

SALVO... Engraçado; Conan acaba abandonando o amigo Subotai e o amor de Valéria em sua busca de vingança e só encontrou a destruição (Doom). Mas são justamente a amizade de Subotai e o Amor de Valéria que o salvam. Mas tudo tem um preço! Conan está as portas da morte e da escuridão quando Subotai e Valéria o levam de volta ao mago no cemitério.E como os antigos espíritos do mal realmente querem buscar Conan a noite, eles devem correr contra o tempo para preparar um ritual de proteção. E para horror total, o ritual acaba revelando a forma dos antigos reflexos fantasmagóricos da morte. E mesmo sob a presença do mal e da morte, Subotai e Valéria ainda assim defendem Conan. E ao amanhecer, Valéria faz uma das declarações de amor mais sinceras. "Nem todos os deuses podem nos salvar, se eu estivesse morta e você ainda lutasse pela vida eu voltaria das trevas. Voltaria lá do Inferno pra lutar ao seu lado." E resgatado pela amizade de Subotai e pelo grande e verdadeiro amor de Valéria, Conan volta disposto a acabar com Thulsa Doom. Mas com a ajuda dos amigos. DE VOLTA A MONTANHA DO PODER Conan, Subotai e Valéria invadem a Montanha do Poder pela retaguarda agora. Adentrando perigosamente a montanha e encontrando escravos até descobrir o segredo da montanha. E qual o segredo da montanha senão a maior putaria? Estou falando da orgia de fiéis e escravas lindas reunidas nuas para o total deleite e prazer de Thulsa Doom, Thorgrim e Rexor. Durante a orgia podemos ver o poder de Thulsa Doom em se transformar em uma serpente. Sem falar no banquete que usa carne humana. Engraçado que em todos os filmes machistas de que já fiz reviews, este filme mostre o maior desrespeito a figura feminina justamente por mostrar uma religião. Mas em termos de Thulsa Doom o respeito ao próprio ser humano é algo supérfluo e completamente sem importância... Mas e na hora da matança? Na hora da matança nossos heróis só matam os soldados mesmo. E matam de forma linda. Tem jorros de sangue, porradas, decapitações, banhos com sopa de carne humana e Thorgrim entrando na batalha com um martelo gigante que destrói pilastras (por acidente). Eles resgatam a princesa e por um segundo Valéria fica a sós com alguns soldados. Mas apenas para mostrar o quão fodona ela é! Recobrado de sua transformação, Thulsa Doom usa os poderes da escuridão e da noite para transformar uma cobra em uma flecha. A coloca em seu arco e calmamente atira em nossos três heróis enquanto fugiam a cavalo. E assim atinge ninguém menos do que Valéria! Que em seu momento extremo pede apenas que Conan a abrace e a beije para que ela dê seu último suspiro junto a ele. Os espíritos cobraram seu preço. Conan se despede de Valéria com um legitimo enterro Viking cremando seu corpo no cemitério sagrado onde até mesmo as forças do sobrenatural cooperam para deixar o fogo queimar. CROM, EU NUNCA REZEI PRA VOCÊ... Antes de Thulsa Doom alcançar Conan no cemitério, temos Conan e Subotai preparando o território com armadilhas e lanças. Além de ter uma conversa que foi cortada da edição final: - Eu me lembro de dias assim quando meu pai me levou para a floresta e comemos amoras. Quase 20 anos atrás e eu era apenas um garoto de 4 ou 5 anos. As folhas eram tão escuras e verdes então e a grama cheirava doce com a brisa da primavera... Quase 20 anos de escravidão e tarefas, sem dormir como outros homens. E ainda assim a brisa da primavera soprava, Subotai. Você já sentiu esta brisa? - Ela sopra onde eu vivo também. No norte do coração de cada homem. - Responde Subotai. - Nunca é tarde demais Subotai. - Diz Conan tentando convencer Subotai a Fugir. - Não, só iria me atrasar para outro dia. E em companhia ainda pior. - Para nós, não há primavera. Só o vento que tem cheiro fresco antes da tempestade. - Conclui Conan. E enquanto Thulsa Doom e seus soldados se aproximam, Conan "reza" para Crom. "Crom, eu nunca rezei pra você antes. Eu não tenho jeito pra isso. Ninguém, nem mesmo você, vai lembrar se fomos bons ou maus, porque lutamos ou porque morremos. Não. Tudo que importa é que dois enfrentarão muitos, isso é o que importa. Satisfaça-se com isso Crom, e atenda a um pedido meu: Conceda-me a vingança! Mas se não me atender, então vá pro inferno!" E o que dizer da sequencia final que começa com Conan matando um cavaleiro com um machado? E para quem gosta de curiosidades, saibam que muitos dos gritos que podem ser ouvidos neste filme acabaram reproduzidos no game Golden Axe! Conan e Subotai lutam juntos enfrentando o exercito de Thulsa Doom até o momento onde Conan enfrenta Rexor e Thorgrim! Mas a luta entre Conan e Rexor guarda uma surpresa quando o fantasma de Valéria volta de Valhala para proteger Conan! Conan então destroi a espada de Rexor e o mata. Mas ao olhar a espada de Rexor, percebe que na verdade era a espada de seu pai o tempo todo! Contemplando que Rexor usou a espada de seu pai por anos e anos, Conan tem a reação de fazer um pequeno gesto que fazia toda vez que vencia nas arenas de quando era um gladiador. Um agradecimento.

O CREPUSCULO DO SEMIDEUS Após sua fuga, Thulsa Doom se reune com seus fiéis em sua montanha disposto a criar um novo exercito. Com tochas em mãos e uma ordem de queimar quem se opor a crença em Set. E então Conan aparece no meio da cerimônia. E o que ocorre aqui parece uma imaginação de Darth Vader com Conan, aproveitando a participação de James Earl Jones e o sucesso de O Império Contra Ataca em 1980. Thulsa Doom também tenta converter Conan para a sua fé e inumeras vezes o chama de filho afirmando que lhe deu um propósito nesta vida... ...Mas não deu certo e Conan corta a cabeça de Thulsa Doom na frente de seus seguidores. Com direito a erguer a cabeça de Thulsa Doom ao alto e joga-la nas escadarias de seu templo. E assim termina este grande clássico machista que realmente merece ser visto. Apesar de alguns efeitos estarem datados, ainda é um filme que merece ser visto. De fato, estamos até hoje esperando por uma continuação que preste. O filme pode ser assistido inteiro no youtube!

VALÉRIA Valerie é uma mulher fodona, uma guerreira auto-suficiente criada em 1936. Sua primeira aparição veio no conto A Cidadela dos Condenados (Red Nails) e fez muito sucesso justamente por ser uma guerreira tão parecida com o próprio Conan, com um passado triste e melancolico, vivêndo em um mundo violênto e enfrentando perigos em histórias sangrentas que mais lembram filmes de horror. E quando eu falo sobre filmes machistas, adoro falar sobre como filmes machistas tem lugar de destaque para figuras femininas. E no caso de Valéria, eu tenho que falar da minha paixão pela personagem. Pois a conheci pelas antigas revistas em preto e branco de Conan publicadas por anos pela Marvel. Mas a interpretação da personagem pela atriz Sandhal Bergman foi um dos pontos altos no filme. Ela tem um olhar maniaco que eu adoro e algumas das melhores tiradas. No filme, ela é tão respeitada que merece um funeral Viking com fogo provido pelos próprios espiritos. Assim como merece no final ser mostrada como uma potente Valkiria, voltando da própria morte para ajudar seu amado Conan! Sandhal Bergman foi tão perfeita no papel de Valéria que acabou voltando em mais um filme inspirado no mundo de Conan: O péssimo Red Sonja! Vocês querem viver para sempre? Valéria

Por Marcio Strzalkowski Força e Honra!

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page