top of page
  • Foto do escritorMarcio strzalkowski

Capitão America - Guerra Civil


Para falar sobre o comportamento que define positivamente os homens, basta olhar para os exemplos que temos sobre nossos heróis! Pois os modelos heroicos são a definição máxima mais dramática sobre os nossos ideais culturais de masculinidade.


   E se estamos falando de machismo, então estamos falando dos modelos heroicos que inspiram positivamente os homens! E por isso que hoje vou fazer o review de mais um recente filme machista!


Capitão América - Guerra Civil 

(Capitain America - Civil War 2016)

Dirigido por Anthony Russo e Joe Russo

Escrito por Christopher Markus e Stephen McFeely 


 Desde muito antes da invenção da escrita os seres humanos já gostavam e admiravam atitudes positivas de homens que demonstravam coragem, honra e um senso de justiça que formou as civilizações antigas. E com o tempo começaram as tradições orais e textuais sobre os heróis. Pessoas comuns ou com poderes divinos que viveriam suas aventuras. E parece que hoje em dia tem gente que não quer entender a importância do significado dos heróis para as pessoas.


   O Filme começa mostrando os Vingadores liderados pelo Capitão América(Chris Evans) em uma operação na cidade de Lagos. Auxiliado por outros heróis como o Falcão(Anthony Mackie), a Viúva Negra(Scarlett Johansson) e a Feiticeira Escarlate (Elizabeth Olsen). A situação se agrava com o aparecimento de um vilão altamente preparado chamado Ossos-Cruzados(Frank Grillo) e de repente, em meio a tantas coreografias e efeitos especiais, as coisas ficam reais demais e o terrorista decide se explodir em meio a população. Feiticeira Escarlate tenta impedir, mas apenas conseguiu mudar o lugar da tragédia.


   Matando trabalhadores da embaixada de Wakanda.


   Os heróis assumem a culpa e suas devidas responsabilidades por uma tragédia que não provocaram e o General Ross(William Hurt) propõe que as ações dos Vingadores sejam previstas pela ONU. E nesta hora o Capitão América, como bom conservador ficou contra pois isso significa tirar as liberdades individuais dos vingadores e coloca-los ao serviço da ONU, que poderia colocar os Vingadores em situações contra as quais eles não querem. É o começo da rixa entre o Capitão América e o Homem de Ferro(Robert Downey, Jr).


A situação já não era tão boa para os Vingadores quando de repente ocorre um atentado terrorista em Viena e mata o Rei T'chaka de Wakanda. E imagens mostram que o terrorista não é ninguém menos do que Bucky Barnes - O Soldado Invernal e antigo amigo do Capitão América!


  Sabendo que o governo tem ordens para matar Bucky, o Capitão América decide intervir pelo amigo e este é o derradeiro motivo da Guerra Civil dos Vingadores. Com o Capitão América tentando proteger o amigo que sofreu lavagem cerebral comunista. O que acaba separando definitivamente os Vingadores em dois grupos distintos que apoiam ou o Capitão América ou o Homem de Ferro.


   Por isso vou falar um pouco sobre ambos...


O Capitão América nasceu em março de 1941 criado por Joe Simon e Jack Kirby. E curiosamente a sua história tem um contexto interessante onde os Estados Unidos estavam tentando criar um herói com um soro de Super Soldado. E embora o conceito do personagem seja o de um ser humano completamente artificial, o único sobrevivente dos experimentos foi um jovem franzino e baixinho que suportou todas as provas com nada mais do que sua determinação. Uma pequena lição sobre como heróis de verdade só são formados mesmo é com bons valores e muita determinação.


  E para completar, o Capitão América era um loiro alto que lutava ferozmente contra as forças socialistas de Hitler! Ou seja: O ideal heroico que Hitler tentou impor estava lutando contra ele! Tão significativo quanto um soldado socialista se vestir de Lincoln para lutar contra os Estados Unidos...



   No filme, Capitão América está ERRADO, mas pelos motivos certos!

   O Capitão América está protegendo um amigo. Coisa que muita gente faz sem nem pensar duas vezes. Quem nunca se meteu numa briga junto com os amigos? Quem nunca defendeu um amigo?


   Quem nunca fez algo errado só pra ajudar um amigo? E em nome da amizade que o Capitão América trai os seus princípios e separa os Vingadores. O Capítão América quer menos interferencia de Governos, de Estados, nas ações dos Vingadores. Evitando assim que um governo corrupto envie os Vingadores para uma guerra, ou cometam atentados politicos. Isso é correto!

Porém, ajudar seu amigo também impede que exista justiça e ajuda.


Já o Homem de Ferro, criado em 1963 por Stan Lee, Larry Lieber, Jack Kirby e Don Heck tem uma história bem diferente. Tony Stark nasceu em um berço de ouro e herdou a companhia de seu pai. Porém, foi capturado e forçado a construir armas para seus inimigos. Ou seja: foi forçado a uma situação de superação onde criou uma enorme armadura mecânica para fugir de seu cativeiro. Mas depois usou o seu conhecimento para fazer armaduras melhores e mudar de vida. Mas para tentar fazer o bem para as pessoas.



   O Homem de Ferro está CERTO, mas pelos motivos errados!


   Sim, Tony Stark é um gênio bilionário que criou armas extremamente sofisticadas que ele pode usar na forma de uma armadura. Mas isso não significa que ele não cometa erros. Todos os seus filmes mostram as consequências de suas ações pessoais na vida das pessoas próximas. Principalmente pelos acontecimentos de Homem de Ferro 3 e Vingadores - A Era de Ultron. Tony Stark se sente culpado e por isso ele trai os seus princípios aceitando que governos possam controlar os Vingadores. Assinar um contrato para que governos controlem os Vingadores significa aceitar que governos corruptos tomem ações contra a justiça e a democracia usando a força bruta dos maiores herois da terra!


A trama se complica mesmo pelo motivo de que Bucky sofreu uma lavagem cerebral que permite que um código em palavras-chave permitam que ele seja completamente controlado. Perdendo todo o livre-arbítrio e obedecendo friamente qualquer ordem.


   E no meio do filme o verdadeiro vilão da história, um homem chamado de Helmut Zemo(Daniel Brühl), usa os códigos para ordenar que Bucky comece um massacre em Berlim. Neste momento dá realmente pra questionar até onde vai o Capitão América pois ele está realmente defendendo um assassino que nem mesmo ele consegue dar conta direito.


A Lavagem cerebral de Bucky feita pelos comunistas tem o mesmo principio da Doutrinação Paulo Freire. Formaram o Idiota Util Perfeito capaz de agir sem questionar.

Isso é tão verdade que nenhum comunista de faculdade consegue questionar o que aconteceu de errado com Bucky.



  Se o Capitão América precisava tanto lidar com um amigo que não era responsável pelos próprios atos, porque ele não perguntou para os amigos o que fazer? Afinal, Tony Stark já teve que enfrentar o próprio amigo Bruce Banner em Vingadores - A Era de Ultron e a Viúva Negra já teve que enfrentar o melhor amigo Gavião Arqueiro no primeiro filme dos Vingadores. Ambas as situações eram de que tanto o Hulk quanto o Gavião Arqueiro estavam sendo mentalmente controlados, causaram verdadeiros massacres e precisaram dos verdadeiros amigos tendo a coragem de bater com força na cabeça deles até voltarem ao normal. Parece coisa de ficção, né? Mas eu já tive que sair no braço com um amigo meu por ele ter tido problemas com drogas e ficou violento com a família. Pois as vezes só os verdadeiros amigos são capazes de dar um verdadeiro esporro ou segurar um amigo para ele não fazer algo que se arrependa pelo resto da vida.



   Certamente um assunto profundo proposto pelo filme.


O Papel de um Rei


   T'Chaka (John Kani) é uma boa surpresa no filme como o heroico Pantera Negra em sua jornada para vingar a morte do pai. T'Chaka é extremamente ágil, possui reflexos sobre humanos e uma armadura pessoal feita de Vibranium indestrutível. Sendo responsável por algumas das melhores cenas de ação do filme.


   Sua jornada pessoal é tanto de vingança quanto a própria superação da vingança e o desejo de justiça.


O Nerd


   O Homem Aranha faz uma participação rápida no filme onde literalmente rouba a cena!


   E como posso explicar o amigo da vizinhança? Bom, Peter Parker(Tom Holland) vive uma jornada toda especial sobre responsabilidade. O Homem Aranha se sente culpado pela única vez em que foi egoísta com seus poderes e isso causou a morte de seu Tio Ben. Desde então ele é um dos heróis mais "humanos" já criados nos quadrinhos. O cabeça de teia é um dos heróis mais azarados e com as motivações mais nobres já criadas por Stan Lee.


   Um show a parte que termina em uma cena de ação onde o Homem Aranha faz uma referencia a nada menos do que O Império Contra Ataca!


O Papel das Mulheres neste filme machista


   O que dizer?Heroínas femininas sempre existiram e sempre foram respeitadas desde antes da invenção da escrita. E filmes machistas tem espaço para heroínas fodonas com o detalhe que ainda acho que filmes machistas tratam as heroínas de forma muito melhor do que muitas comédias românticas escritas por mulheres. E se hoje temos Stephanie Meyer que escreveu toda a saga Crepúsculo com uma protagonista que ofende a inteligência das leitoras, em Capitão América - Guerra Civil temos duas heroínas fodonas muito bem escritas que roubam a cena tanto em personalidade quanto distribuindo porradas.


  Scarlett Johansson e Elizabeth Olsen estão muito a vontade como Viuva Negra e Feiticeira Escarlate!


  E estão de parabéns...


Por Marcio Strzalkowski Força e Honra


Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


bottom of page