top of page
  • Foto do escritorMarcio strzalkowski

A Lista de Schindler

Outro grande Clássico de Steven Spielberg, primeiro filme que a academia de cinema foi obrigada a reconhecer e premiar o diretor com um merecido Oscar em 1994.



A Lista de Schindler é uma história baseada em fatos reais. Quando os socialistas alemães fecharam bairros inteiros de judeus e os transportaram para campos de concentração.

O retrato de Steven Spielberg para os eventos históricos são muito fortes.

Sabendo que ocorreria um holocausto, o socialista alemão Schindler usou sua influência para usar judeus que iriam ser exterminados como escravos em suas fabricas. Essa dicotomia entre Schindler ser bom ou mal intencionado permeia o filme inteiro enquanto que uma verdade salta aos olhos do público.

Schindler fez a sua lista de empregados para salvar judeus!

Foram mais de mil judeus refugiados holandeses e poloneses salvos por Schindler.


A Lista de Schindler (Schindler's List 1993)

Obra Prima dirigida por Steven Spielberg

Escrito por Steven Zaillian, baseado no romance Schindler's Ark de Thomas Keneally



Steven Spielberg

Iniciando a sua carreira cinematografica em 1971 com o filmaço Encurralado, Steven Spielberg lentamente se tornaria um dos melhores diretores de todos os tempos emplacando sucesso atrás de sucesso! Em 1975, dirigiu o clássico do Horror Tubarão conquistando plateias e faturando 100 milhões de dólares. Nos anos seguintes, fez diversos filmes de sucesso como Contatos Imediatos de 3º Grau, depois o filme que mais arrecadou bilheteria na história do cinema ET - O Extraterrestre!

Os Caçadores da Arca Perdida introduziu Indiana Jones na história do cinema e rendeu três continuações!

Em 1993, Spielberg teria que dirigir um sucesso de bilheteria para poder fazer seu drama de guerra definitivo. Logo, ele apresentou ao mundo nada menos que Parque dos Dinossauros, quebrando o próprio Record de ET - O Extraterrestre!


E então iria dirigir A Lista de Schindler. Projeto da mais pura intimidade, afinal, Spielberg é judeu e cresceu ouvindo terríveis relatos sobre o holocausto. O maior desafio de sua vida.



Linke - O nacional SOCIALISTAS

O inicio do partido nacional socialista foi com o nome de Partido dos Trabalhadores Alemães.

Era um partido de esquerda, do alemão: Linke ou Linken.

Logo depois, mudou o nome para Nacional Socialista do Trabalhadores Alemães.

Tal fato fez com que o Partido Socialista da Alemanha fosse dissipado pelos próprios membros para que todos integrassem o Nacional Socialista dos Trabalhadores Alemães como verdadeiros representantes da esquerda. Escrito em bom alemão, Linke!


Mas a doutrinação no Brasil é de base socialista. Doutrinação Paulo Freire encomendada por Luís Inácio Lula da Silva e o Partido dos Trabalhadores. Ela mente afirmando que o nazismo era de direita conservador enquanto comete o crime de adestrar alunos com a mesma base que criou os nacional socialistas. Um sistema baseado em mentiras e doutrinação.


O socialismo é a base de formação dos movimentos políticos comunistas, fascistas e socialistas. E eu sempre farei questão de falar sobre isso!


A ideologia socialista afirma que um mundo ideal aconteceria depois de iniciar luta de classes entre os proletários, trabalhadores explorados, contra os burgueses que seriam os ricos empresários. E isso fez com que os judeus fossem apontados desde o inicio do pensamento socialista como sendo os burgueses donos das maiores riquezas.

Isso explica porque comunistas, socialistas e fascistas mataram tantos judeus na história.

Este filme apenas vai mostrar como os socialistas o fizeram.


Oskar Schindler

O simples começo do filme mostra a comemoração humilde de uma família judaica em um ritual com velas. Logo em seguinte temos uma linda transição da imagem a cores para uma fotografia em preto e branco com um único retoque com a cor vermelha do fogo.

A cor vermelha será de suma importância para a história.


Oskar Schindler aparece em cena se arrumando para um encontro com oficiais do partido nacional socialista em uma festa regada a champanhe e tango argentino.

A sequencia inicial apresentando Schindler como um oportunista que se aproximou do partido para enriquecer.

Onde oficiais aos poucos vão conhecendo Schindler pelo dinheiro e interesses.


Um detalhe que toca justamente o hino Horst Wessel Lied da SA nacional socialista.

Hino com uma parte que seu professor de história nunca vai te contar:


"As SA marcham em firme e corajoso passo.

Camaradas fuzilados pela Frente Vermelha e os Reacionários"


Ou seja, o hino da nacional socialista fala dos inimigos mortais do nacional socialismo,

a frente vermelha comunista e os REACIONÁRIOS!

Isso mesmo, seu professor de história mentiu, os REACIONÁRIOS sempre foram inimigos mortais dos nacional socialistas!


Schindler tira fotos com diversos oficiais e até com as dançarinas.

Enquanto isso, o filme mostra os acontecimentos de 1939. O filme não mostra, mas eu falo:

Nesta época os socialistas alemães e os socialistas soviéticos eram aliados e invadiram juntos 18 países! A Polônia foi invadida por ambos exércitos e seu exercito foi destruído em duas semanas.


O socialismo na prática


A Doutrinação Socialista nas escolas e faculdades foi criada antes da Segunda Guerra. E depois da Guerra, doutrinadores do mundo inteiro receberam ordens de Stalin para mentir sobre socialistas alemães e fascistas italianos. Mentindo que eram conservadores capitalistas de extrema Direita.


Neste caso, o filme mostra fatos reais de como foi o socialismo para os judeus na Polônia.

Na mentira, os nacional socialistas deveriam ser conservadores capitalistas. Mas na história,

eles tiraram absolutamente tudo de judeus, ciganos, homossexuais e de todos aqueles que estavam em seu caminho.

Tiraram judeus de suas casas para que oficiais morassem nelas. Roubaram fortunas.

Roubaram fabricas e empresas inteiras. Socializaram tudo o que as pessoas tinham.


Este cenário é oposto a tudo o que conservadores e capitalistas acreditam.

O judaísmo é base da moral judaico cristã que forma o pensamento conservador.

E capitalismo vem de capital, que significa individual. O valor do individuo.


A crueldade deve ser explicada pelo próprio pensamento socialista. Onde o valor de uma pessoa é o que ela oferece ao coletivo. Onde valores judaico cristãos não valem nada. Onde quem pensa diferente pode perder absolutamente tudo, inclusive a vida. A pena capital.


Em 1939, judeus perderam tudo. Neste cenário, foram os primeiros a entender o significado de socialismo obrigados ao trabalho escravo.


Neste cenário, somos apresentados ao humilde contador Itzhak Stern, interpretado pelo ótimo Ben Kingsley. Que recebe uma proposta de trabalho escravo para Schindler.


O trabalho escravo

Nada define melhor o socialismo do que o trabalho escravo e genocídio! Nada!


E absolutamente tudo indica que Schindler apenas se aproveitará do trabalho dos judeus.

Mesmo assim, podemos ver Itzhak Stern fazendo de tudo para tentar retirar judeus do programa de prisioneiros para levar para a fabrica de Schindler.


A fabrica de Schindler tem uma proposta inusitada. O uso do trabalho escravo dos judeus para vender panelas para alemães e o pagamento minimo para judeus... ...em panelas!


Schindler dizia que era um ótimo negocio, melhor do que contratar poloneses!


E mesmo assim, o humilde Itzhak Stern faz de tudo para tentar se abusar da boa vontade de Schindler e salvar o maior número de pessoas da prisão.


Todos pensavam que seriam apenas presos

Durante a montagem da fabrica de Schindler, toda a seleção de trabalhadores e até no confisco das casas: O máximo que pensavam que iria acontecer seria a prisão. Embora alguns saibam exatamente o que iria acontecer. Especialmente o humilde Itzhak Stern.


Até que o primeiro judeu veio a morrer no filme.

Era uma manhã muito fria. Os judeus estavam a caminho do trabalho quando tropas os pararam e os obrigaram a retirar a neve da estrada com pás. Uma pessoa, um senhor idoso não conseguia tirar a neve por ter apenas um braço. Os socialistas atiraram nele na cabeça.

Seu corpo sem vida apenas desaba na neve como se fosse um boneco.

A Morte se tornou uma realidade chocante.


Schindler reclama com superiores da SS que perdeu um dia de trabalho e um funcionário.


O trem da morte

Itzhak Stern é pego na rua a caminho do serviço sem a sua carteira de trabalho.

Ele é colocado em um trem para ser levado a um campo de concentração.

Schindler tem todo o trabalho de chegar na estação e falar com oficiais sobre seu chefe da fabrica. Fazendo questão de anotar os nomes de todos os oficiais e garantindo que todos estariam no sul da Russia até o fim do mês.


Schindler reclama com Stern depois de o encontrar. Como ficaria a fabrica sem ele?


A sequencia seguinte mostrou os socialistas socializando os últimos bens dos judeus colocados no trem da morte. Tudo era retirado das malas e catalogado. Montanhas de sapatos, estantes de joias, ouro sendo contado, um saco de dentes de ouro é despejado na frente de um funcionário.

E acima de tudo, preciosas fotos de famílias que não tem preço.


Amon Göth


A impressionante interpretação de Ralph Fiennes chega para transformar o drama em filme de horror. Sua primeira ação no filme é organizar uma fila de mulheres para que uma seja a sua empregada.

Pergunta as mulheres qual tem experiência e em seguida dispensa todas para ficar com a mais bonita. Porque não existe verdadeiro respeito às mulheres no socialismo.

A escolhida foi Helen Hirsch, interpretada pela atriz Embeth Davidtz.


O segundo ato de Amon Göth foi por causa de uma engenheira civil formada na Universidade de Milão. Ela era a mestra da obra de um galpão e pedia ao comandante que derrubasse tudo porque tudo iria afundar e cair. Amon Göth então ordenou que a matassem.

Eles chegam a mostrar bem de perto o rosto da atriz ao saber que iria morrer. Para todos ver que era um ser humano. Ela foi colocada de joelhos e suas últimas palavras foram


"será preciso mais do que isso".


Tiraram tudo dela. Sua casa, sua dignidade e sua vida.


O terceiro ato de Amon Goth no filme é reunir as pessoas em praça pública e explicar que a Cracóvia judia onde as pessoas prosperaram durante seis século passaria a não existir mais. E que isso seria um dia histórico.

Halph Fiennes ficava tão parecido com Göth usando o figurino que a sobrevivente Mila Pfefferberg, começou a tremer de medo absoluto.

"Ela não viu um ator. Ela viu Amon Göth", disse Spielberg.


A menina do vestido vermelho

13 de Março de 1943. Schindler cavalga com sua esposa por verdes campos enquanto Amon Goth chega com suas tropas aos becos judeus.


Familias fazem rituais de colocarem joias enroladas em pão e engolir para que não sejam tiradas.

Existe medo genuíno da violência e da morte. Um homem é chamado pelo seu nome, é arrastado pelo corredor, deitado no chão e recebe um tiro na cabeça na frente de todos!


Um menino consegue correr e fugir. Um socialista tenta atirar nele e é impedido por seu pai.

O socialista atira no senhor idoso e a bala mata uma idosa atrás dele. Quase atingindo Itzhak Stern. O menino é arrastado de volta e alvejado sem chance de se defender.


Um médico administra veneno em pequenos copos no hospital para seus próprios pacientes.

Uma das pacientes toma o veneno e retribui com um olhar doce como se estivesse agradecendo.

Os socialistas chagam ao hospital e começam a atirar nos pacientes antes de perceberem que já estão todos mortos.


Mulheres são separadas de seus maridos, mães são separadas de seus filhos.


Um homem tenta se refugiar nos esgotos. Descobre horrorizado que socialistas encontraram pessoas nos esgotos e as estão fuzilando. Ele sai do esgoto e dá de cara com uma pilha de cadáveres na rua de cima.


Perante todas as cenas de brutalidade, Oskar Schindler observa a tudo.

Perante a violência, lhe chama a atenção o casaco vermelho de uma menininha. A simplicidade da cena chama muito a atenção. Pois em meio ao filme em preto e branco, é o único vestido vermelho em cena.


Durante a noite, os socialistas continuam caçando pessoas.


Na manha seguinte, o socialista Amon Goth simplesmente pega seu rifle e começa a atirar nas pessoas que estavam sem fazer nada. O realismo das cenas de morte e violência deixaram Steven Spielberg em profunda depressão.


O encontro com Amon Goth

Em uma cena rápida, Schindler vai pessoalmente ao novo campo de concentração buscar seus empregados. Na cena rápida, podemos ver monstros reais como o progressista Dr. Josef

Mengele, o socialista Rudolf Ross e o Ministro da propaganda socialista Joseph Goebbels. O trabalho de Goebbels como Ministro da Propaganda fundamentou a politica de esquerda junto a educação e ajudou a formar o CRIME da Doutrinação Paulo Freire no Brasil, encomendada por Luís Inácio Lula da Silva através do Partido dos Trabalhadores. Crime que transforma alunos em militantes.


Então, Schindler tem uma reunião sozinho com Amon Goth sobre seus empregados.

Schindler chega a falar mais grosso sobre seus trabalhadores:

- Eles são meus! Cada minuto a menos trabalhando é menos dinheiro para mim!


É o bastante para convencer Amon Goth. Ele entende que Schindler quer fazer seu próprio campo e talvez matar alguém.


Amon Goth libera os trabalhadores de Schindler para trabalhar na fabrica.

Porém, precisa que o indefeso Itzhak Stern trabalhe para ele conseguindo um bom "imposto" dos lucros de Schindler. A comemoração desse negocio foi comemorada com champanhe em um puteiro.


O homem que fazia dobradiças

Um dia, Amon Goth vai até a fabrica de trabalhos forçados na metalurgica de Plaszow.

A entrada de um comandante socialista indica que todos os trabalhadores devem parar com tudo e olhar para baixo. Amon Goth chama a atenção de um idoso que apenas fazia dobradiças de portas. Ele pediu para que o homem lhe fizesse uma. O homem calmamente fez uma dobradiça em um minuto.

Porém, Amon Goth olhou para a caixa de dobradiças do homem e viu poucas feitas desde as 6 da manhã.


A cena seguinte é de uma tensão absoluta.

Amon Goth e seus homens levam o pequeno homem que fazia dobradiças para a entrada da fabrica e o colocaram de joelhos. Amon Goth tirou a sua arma e imediatamente puxou o gatilho contra a cabeça do homem. Porém, a arma falhou. E enquanto o homem continuava de joelhos esperando a morte, Amon Goth e seus homens continuavam tentando atirar no homem com a pistola emperrada. Duas pistolas foram usadas e estavam completamente emperradas.


Schindler contratou o pequeno homem que fazia dobradiças.


Uma linda Mulher

Uma jovem se aproxima da fabrica de Schindler, pede para falar com ele. Mas ele não a atende. Mas ela não desiste. Pega o melhor vestido emprestado, coloca a melhor maquiagem, o melhor batom. Vai no outro dia e pede para falar de novo com Schindler.

Ele a atende.


A primeira coisa que ela lhe diz é que dizem que Schindler é um bom homem.

O rosto de Schindler muda. Ele pergunta a moça quem diz isso. E então ela explica que todos falam isso. Todos dizem que Schindler é um bom homem e que em sua fabrica as pessoas não morrem. Por isso ela se arrumou toda. Para pedir pela vida de seus pais.


Schindler então afirma que tudo o que importa para ele é o dinheiro, que tudo o que importa é

se a pessoa é um operário especializado! E em seguida ele expulsa a moça de sua fabrica!

- Se chorar, vou mandar prende-la! Juro por deus!


Depois de jogar toda a sua frustração no pobre Stern, por fim ele pede exatamente pelos pais da jovem. Subornou o oficial socialista com o próprio relógio! A garota presencia os pais chegarem a salvo.


A crueldade de Amon Göth

Pode parecer estranho que eu escreva tanto sobre esse socialista que é a encarnação do mal.

Mas a verdade é que boa parte do filme gira sobre as suas decisões sobre matar ou não as pessoas.

Helen Hirsch entende isso muito bem. Interpretada por Embeth Davidtz, ela tem uma conversa

com Schindler sobre como sabe que poderá morrer por absolutamente nada diante dele.

Suas histórias de crueldade são mostradas em tela de um modo que o cinema nunca viu antes.

A violência ao mostrar pessoas baleadas na cabeça é algo que nem mesmo filme de terror tinham coragem de mostrar.


Uma sequencia interessante é que graças a uma conversa com Schindler, ele entendeu que existia verdadeiro poder em matar ou perdoar uma pessoa. E assim, Amon Goth passou a perdoar pequenas falhas.

Até a hora em que um garoto falhou em retirar manchas de sua banheira.

Ele chega a ensaiar no espelho do banheiro sobre perdoar as pessoas.


E imediatamente retorna a matar pessoas com seu rifle pela sacada. Começando com o garoto que falhou em limpar sua banheira.


Inspeção de saúde


No dormitório, uma mulher conta a assustadora história das camaras de gás.

As pessoas adentram a câmaras com chuveiros, sabão e em seguida, recebem uma dose mortal de veneno. Tudo parece uma grande história de terror.


No dia de inspeção de saúde, mulheres são forçadas a andar nuas pelos campos.

Existem truques que usam para se parecer saudáveis. Furar os dedos e passar sangue no rosto para deixar as bochechas rosadas era algo aceitável.


Pessoas doentes eram sumariamente separadas das que poderiam trabalhar.

As crianças eram todas colocadas em caminhões. Quando as mães perceberam que os caminhões estavam partindo com todas as crianças, iniciou-se um frenesi.


Um menino sozinho corre pelo campo em busca de lugar para se esconder.

Em todo lugar que ele ia, já tinham crianças escondidas. Embaixo do assoalho, nos moveis.

Até que ele se refugia dentro das próprias latrinas. Mas já havia crianças dentro das latrinas.


A neve cinza

A neve aparece de repente. As pessoas olham espantadas. Não faz sentido a neve com o calor.

Schindler passa a mão por cima de seu carro e então percebe que a neve acumulada é cinza!

Não se trata de neve, mas de cinzas humanas!

Em 1944, Amon Goth recebe ordens para desenterrar os corpos e em seguida queimar tudo.

O cheiro da putrefação e em seguida da queimada dos corpos é descrito como algo que o ser

humano nunca se esquece.


A cena das pessoas tendo que desenterrar os corpos e em seguida os jogando em fogueiras é a

plena definição de socialismo na prática. Schindler em pessoa se mantem próximo de Amon Goth.

Amon lhe explica que todos iram para campos de concentração e exterminio em 30 ou 40 dias.


Entre os corpos transportados e mostor, Schindler reconhece a menina de casaco vermelho que viu anos atrás.


Diante do triste fim, Schindler e Itzhak Stern tem uma conversa quase entre lágrimas.

Stern até mesmo aceita pela primeira vez um copo de bebida, coisa que ele negou em todo o tempo.


Ao fim, Schindler vê que ganhou mais dinheiro que gastaria em vida.


A Lista de Schindler

Oskar Schindler decide pagar por cada trabalhador para serem levados a uma fabrica na Moldavia. Ao perguntar o preço deles para Amon Goth, ele responde em tom de deboche quase profético.


- Quanto cada um vale para você?


Schindler então decide fazer a sua lista junto com Stern, correndo contra o tempo, Stern pergunta quantos cigarros Schindler fumou só de tensão. Parece que foi um cigarro para cada pessoa e Stern fumou metade só de ficar ao lado dele.

Aos poucos, Stern percebe que Schindler pagou por cada pessoa. Que comprou a vida de cada pessoa.


Ao terminar, Stern que pouco falou durante o filme agora fala apenas verdades.

- A Lista é o bem absoluto. A Lista é vida. Nas margens, em volta, fica o abismo.


Ao final, Amon Goth aponta um erro na lista. Helen Hirsch é a judia que ele ama.

Ele tem ilusões de ficar com ela, de ficar velho com ela. Mas que em caso precise, iria leva-la

para a floresta para matar ela de forma piedosa.

Schindler oferece mais dinheiro e até apostar pela vida dela num jogo de cartas.

Mas ao final, Amon concorda em dar a ela a chance de viver.


A chegada dos trens

O trem dos homens para a Zwittau-Brinnlitz, cidade natal de Schindler. Uma longa viagem de trem até chegar na cidade gelada. Mas onde foram acolhidos por Schindler em pessoa e dirigidos para a fabrica onde haveria sopa e pão para as pessoas. Em algumas horas o trem das mulheres chegaria.


O trem das mulheres foi enviado por engano para Auschwitz!


Antes da chegada, uma mulher olha pela janela e vê um menino fazendo um sinal afirmando que todas vão morrer. O campo de Auschwitz tem a promessa de solução final apresentada em todas as ditaduras socialistas na história da humanidade. Mulheres saem dos trens recebidas por cães treinados para matar.

Oficiais explicam em alemão o que vai acontecer com elas.


Existe o medo e o frio. Mas o pior foi quando viram as chaminés. A neve cinza feita de fornos.


As mulheres tem seus cabelos cortados curtos, são despidas e devem todas entrar em uma grande sala.

Tudo o que elas ouviram falar sobre camaras de gás estava acontecendo.

As luzes se apagam e todas começam a gritar. Existe o choro sincero de quem sabe que vai morrer.


E é então que a água começa a escorrer. São chuveiros. Apenas chuveiros.


A cena tem toda uma reconstrução dramática dentro e fora do filme.

Com verdadeiras sobreviventes do holocausto revivendo todo o horror de Auschwitz. A mensagem é clara. Nunca esquecer!


Ao sairem vivas, as mulheres acompanham lado a lado uma fila de mulheres e crianças entrando em grandes galpões com chaminés exalando fumaça e cinzas.


Diamantes por vidas humanas

Schindler suborna ninguém menos que Rudolf Ross com diversos diamantes para resgatar as mulheres.


As mulheres são encaminhadas para os vagões, mas os socialistas ainda continuavam recolhendo as meninas.

Schindler interrompe e aponta usando o exemplo da menina Danka. Seus dedos de criança são úteis para recolher balas de calibre 45. E assim, todas são embarcadas.


O resgate das mulheres e das crianças marca o feito de Schindler ao voltar sua fabrica nova.

Ele suborna todos os oficiais. Ninguém seria preso ou executado. Em um momento humilde, ele faz as pazes com sua esposa. E em seguida, pela primeira vez em muito tempo, permite aos judeus comemorarem o Shabat.

O Shabat é o descanço merecido ao judeu quando o sol se põe na sexta feira.


A despedida e as homenagens

Com o fim da Segunda Guerra Mundial, Schindler passa a ser o perseguido e todos os seus judeus passam a serem livres. Sua fortuna também acabou e ele precisa fugir. Por fim, ele convenceu os últimos guardas a não matar todos os judeus desobedecendo ordens.


Schindler recebe um anel de ouro com uma inscrição em hebraico do Talmude.

"aquele que salva uma vida, salva o mundo inteiro"


E se eu fiz questão de ressaltar todas as vezes que Schindler falou coisas horríveis para parecer

uma pessoa horrivel, é importante aqui falar que ao final ele se emociona e até chora ao falar de quantas pessoas mais ele poderia ter salvado. Seu carro valia a vida de mais 10 pessoa, seu relógio.

Até seu broche do partido socialista poderia ter sido vendido e salvado mais uma vida.


Todo o modo como o filme foi feito surpreende até hoje.

Foi filmado em preto e branco onde a única outra cor que podemos ver por boa parte do filme é o vermelho.

O filme foi abordado como um documentário e acima de tudo a violência é mostrada de um modo realista poucas vezes visto no cinema!

Steven Spielberg ficou tão deprimido ao fazer este filme que apenas uma pessoa conseguiu anima-lo, o falecido ator Robin Williams!


Oscar de Melhor Filme, melhor diretor para Steven Spielberg, Melhor Roteiro Adaptado, Melhor Trilha sonora Original, Melhor Montagem, Melhor Fotografia e Melhor Direção de Arte.


Além da recomendação absoluta deste filme, vou deixar também o link de um PDF que julgo absolutamente necessário nos dias de hoje. Pois precisamos falar sobre as motivações dos nacional SOCIALISTAS!


O registro histórico deixado pelos próprio socialistas alemães é de socialismo de esquerda.

Não existindo qualquer registro histórico contrário a isso. Desafio qualquer professor de história a provar o contrário!


O método Paulo Freire que foi copiado de Antônio Gramsci e criado dentro da Itália Fascista. Cópia da Doutrinação socialista da URSS aplicada durante a década de 1930. E a Doutrinação socialista da URSS usou os modelos de doutrinação que já existiam para formar sua própria doutrinação. No caso, os trabalhos do socialista Giovanni Gentile, que co escreveu a Doutrina do Fascismo e foi Ministro da Educação na Itália. Assim como os trabalhos de Joseph Goebbels, socialista e Ministro da Propaganda nacional socialista.



Pau no cu dos socialistas

PDFs criados principalmente por professores que foram perseguidos nos governos Lula e Dilma.

Recentemente ajudados por jornalistas, politicos, historiadores, economistas e médicos.

Palavrão proposital para impedir que qualquer pessoa portadora destes PDFs sejam acusadas de apologia!


Baixe livremente e distribua este material!


- A História Socialista do Fascismo

Seu professor de história jamais vai te contar que Benito Mussolini e seus apoiadores vieram todos do Partido Socialista da Italia.


-Quem foi Chê Guevara?

PDF especial para falar de forma resumida e detalhada sobre Chê Guevara.


- Os crimes contra a humanidade financiados por Lula

Através dos fatos e fontes deste PDF, todo e qualquer brasileiro tem o direito de denunciar Luís Inácio Lula da Silva, seus comparsas no governo, no Supremo Tribunal Federal, no Supremo Tribunal de Justiça e todos os seus idiotas úteis militantes e milícias tais identificados como Black Blocks, MTST, MST e Antifas como sendo os verdadeiros representantes do fascismo, socialismo e comunismo no Brasil!


- Reforma Agrária - Comunismo e canibalismo

Conservadores denunciam a bandeira que faz união entre comunismo, fascismo e socialismo. A Reforma Agrária.

Conservadores sempre foram contra a reforma agrária por entender que a mesma consiste no roubo da propriedade e na escravidão. Mas as piores partes são as macabras histórias de fome e canibalismo. Conteúdo forte.


- Pensadores socialistas

20 - Vinte nomes de pensadores socialistas que a esquerda tem em comum com nazistas e fascistas.

A importancia de 20 pensadores socialistas na formação tanto da esquerda atual quanto das ideologias nacional socialistas e fascistas. Nomes como Hegel, Lassalle, Heine, Bauer, Meissner, Gall, Strauss, Dilthey, Büchner, Engels, Sorel, Péguy, Lagardelle, Leone, Bianchi e Giovanni Gentile.

https://www.mediafire.com/file/uii4ufi06rhmuqh/Pensadores_Socialistas_2022.pdf/file


- Pontos que definem que a Esquerda usa praticas nazistas e fascistas

Assinado especialmente pelo jornalista Marcio Strzalkowski, este PDF consegue resumir pelo menos 20 pontos definitivos entre a Esquerda no Brasil com fascistas e nacional socialistas.


Por Marcio Strzalkowski

Força e Honra



Posts recentes

Ver tudo

Commenti


bottom of page